28°C
Few clouds

4,1 milhões de pessoas ainda precisam tomar a segunda da vacina de COVID-19

O Governo de SP faz um alerta nesta quinta-feira (25) aos 4,1 milhões de pessoas que ainda não compareceram para tomar a segunda dose da vacina de Covid-19 para que busquem os postos para se imunizar.

Veja também
Site Vacina Já faz pré-cadastro da imunização contra COVID-19
Guia de prevenção sobre o novo coronavírus
As medidas adotadas pelo Governo de SP para o combate ao coronavírus

O número de faltosos reduziu cerca de 22% se comparados a 15 dias atrás quanto o estado tinha 5,3 milhões de pessoas para se vacinar, mas ainda é considerado bastante alto pelos técnicos da Secretaria de Estado da Saúde.

O balanço da tarde de hoje contabiliza 845 mil pessoas que ainda precisam completar o esquema vacinal com o imunizante do Butantan/Coronavac. outras 971 mil da Fiocruz/Astrazeneca/Oxford e 2,3 milhões da Pfizer/BioNTech.

“Aqueles que tomaram a primeira dose precisam retornar aos postos de vacinação para tomar a segunda dose e desta forma estarem totalmente protegidos. É fundamental que as pessoas se conscientizem sobre a importância da segunda dose”, afirma a Coordenadora do Programa Estadual de Imunização (PEI), Regiane de Paula.

Para completar o esquema vacinal contra COVID-19, são necessárias duas doses tanto da vacina do Butantan (intervalo de 28 dias) quanto da Fiocruz (8 semanas) e Pfizer (21 dias). Caso o prazo seja ultrapassado, é fundamental que o cidadão procure um posto assim que possível para orientações e para completar a imunização. O esquema vacinal da Janssen prevê apenas uma dose.

As Prefeituras são responsáveis pela busca ativa dos vacinados, mas o Governo de SP apoia a ação com o envio de mensagem via SMS e por e-mail à população para lembrar a data da segunda dose conforme pré-cadastro realizado no site Vacina Já ou no momento da aplicação da vacina.

Dose Adicional

Além disso, toda a população adulta pode se vacinar com a dose adicional de COVID-19. A nova orientação do Plano Estadual de Imunização (PEI) segue a diretriz do Programa Nacional de Imunização (PNI) e vale para todas as pessoas que tomaram as duas doses há pelo menos cinco meses, ou seja, quem completou seu ciclo vacinação até o mês de junho.

Importante destacar que os imunizantes disponíveis na rede pública de saúde são seguros, eficazes e podem ser utilizados nesta estratégia vacinal. Assim, em São Paulo o imunizante para a dose de reforço será aquele que estiver disponível no posto de saúde: Pfizer, Coronavac e até mesmo Astrazeneca.

O post 4,1 milhões de pessoas ainda precisam tomar a segunda da vacina de COVID-19 apareceu primeiro em Governo do Estado de São Paulo.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp