30°C
Few clouds

Ação da PM impede modalidade de roubo a banco conhecida como “Novo Cangaço”

Operação foi realizada em Araçu, no centro do Estado. Com a quadrilha, foram apreendidas armas de fogo, emulsões explosivas e rádios comunicadores

Uma ação da Polícia Militar de Goiás (PMGO), realizada na madrugada desta quarta-feira (08/12), resultou na desarticulação de uma organização criminosa, suspeita de planejar roubar uma agência bancária em Nova Crixás, no norte do estado. O grupo foi localizado em uma chácara do município de Araçu, a 70 quilômetros de Goiânia. Ao todo, oito indivíduos foram identificados. Com eles, os policiais apreenderam 10 armas de fogo, duas emulsões explosivas e três rádios comunicadores.

Informações das equipes de inteligência da corporação apontam que a quadrilha, oriunda de São Paulo, praticaria a modalidade criminosa conhecida como “Novo Cangaço”. O trabalho integrado entre o Comando de Operações de Cerrado (COC), por meio do Comando de Operações de Divisas (COD) e do Comando de Policiamento Rodoviário (CPR) conseguiu evitar a atuação do grupo no Estado, que está desde 2019, início da atual gestão do Governo de Goiás, sem ocorrências desta natureza.

“Tenho total gratidão pelas pessoas que nos ajudam a reconstruir o Estado. E, neste sentido, as forças policiais contribuíram para mudar a realidade de Goiás”, elogiou o governador Ronaldo Caiado, que destacou ainda a relevante atuação da Segurança Pública goiana, evidente na redução contínua da criminalidade. “É algo histórico. Como sempre digo, em Goiás os bandidos não crescem: mudam de profissão ou mudam do Estado”, ressaltou.

O secretário de Estado da Segurança Pública (SSP-GO), Rodney Miranda, destacou a importância do trabalho de inteligência, que junto à integração e integridade, compõe os pilares da atual gestão. “Estes três eixos garantem resultados cada vez melhores na repressão ao crime”, disse. “Com muita técnica e inteligência, conseguimos desvendar os crimes já cometidos e evitar que outras ocorrências sejam registradas”, completou.

O subcomandante geral da PMGO, Coronel André Henrique Avelar de Sousa, também destacou a sequência de números positivos registrados pelas forças de segurança de Goiás nos últimos três anos. “As tentativas que houve, de agir nesse sentido por parte de associações criminosas, todas tiveram uma atuação forte da Secretaria de Segurança Pública, da Polícia Militar, da Polícia Civil, evitando, assim, que tivéssemos quaisquer ações nesse sentido no Estado”, enfatizou.

Ocorrência

A ação foi iniciada depois que o serviço de inteligência da corporação teve conhecimento sobre o grupo criminoso, que estaria na propriedade rural há semanas, possivelmente planejando roubos a bancos no estado. Com as informações, uma força-tarefa, composta por mais de 20 policiais, foi montada. No momento em que as equipes entraram na chácara, foram recebidas por disparos de armas de fogo, dando início a uma troca de tiros.

Os oito suspeitos foram atingidos e chegaram a ser encaminhados ao Pronto Socorro de Araçu, mas não resistiram. “Verificamos os pertences dos indivíduos e identificamos que um deles teve um atendimento médico em Nova Crixás, o que nos leva a crer que, provavelmente, já tinham feito um levantamento na cidade e poderiam agir naquele local a qualquer momento”, informou o comandante de Operações de Cerrado da PMGO, Coronel Marcelo Granja.

Ao todo, foram apreendidas três espingardas, cinco pistolas, dois revólveres, diversas munições, rádios comunicadores, emulsões encartuchadas e celulares. “Os explosivos, que não podem ser transportados, foram detonados no local pelo Batalhão de Operações Especiais”, explicou o subcomandante geral da Polícia Militar. “Nós já temos muitas informações, incluindo sobre a qualificação dos indivíduos e os antecedentes deles”, completou. O caso será apurado pelo Grupo de Investigações de Homicídios (GIH) de Trindade.

Secretaria de Estado da Segurança Pública – Governo de Goiás

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp