29°C
Clear sky
No início da Campanha, a cobertura vacinal contra o sarampo estava em cerca de 39% no município e a meta é chegar a 90%. Fotos: Enio Medeiros

Aparecida já aplicou mais de 73 mil doses Contra Influenza e Sarampo

Em sua segunda etapa e já na reta final da Campanha, que termina em 3 de junho

De acordo com balanço da Secretaria de Saúde de Aparecida (SMS), de 4 de abril até 23 de maio foram aplicadas 73.668 doses de vacinas no município na Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza e o Sarampo de 2022. A mobilização continua até o próximo 3 de junho e atualmente a população pode ser imunizada em 39 postos na cidade. O resultado aponta, segundo a pasta, que a população dos grupos previstos deve buscar a imunização o quanto antes para aumentar e reforçar a cobertura vacinal em Aparecida.

A Campanha da influenza é destinada aos grupos considerados prioritários pelo Ministério da Saúde (MS) e abrange crianças de 6 meses a menores de 5 anos de idade; Gestantes e puérperas; Povos indígenas; Professores; Pessoas com comorbidades e com deficiência permanente; Forças de segurança e salvamento e Forças Armadas; Caminhoneiros e trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso; Trabalhadores portuários; Funcionários do sistema prisional; Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade. Já a contra o sarampo abrange crianças (6m a < 5 anos) e trabalhadores da saúde.

Vacine-se já

O secretário de Saúde Alessandro Magalhães destaca que “todas as pessoas que se vacinaram contra a influenza com doses da Campanha do ano passado, mesmo que tenha sido no final do ano ou em janeiro ou fevereiro deste ano, precisam retornar neste ano, quando chegar a sua vez, para receber essa dose de 2022 porque existem novas cepas. Estamos sob uma nova circulação viral, então é importante que as pessoas estejam protegidas com a vacina atualizada. E no sarampo temos uma baixa cobertura vacinal em todo o País e vale lembrar que um indivíduo infectado pode contaminar de 15 a 18 pessoas. Protejam-se sem perder tempo”.

A coordenadora de Imunização Renata Cordeiro reforça a advertência sobre a importância da imunização: “Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a influenza se apresenta com casos leves, mas também pode agravar e causar mortes. A vacina que estamos aplicando é trivalente, confere proteção contra os vírus H1N1, H3N2, e também o vírus B, e é essencial que as pessoas venham o quanto antes, principalmente porque nesse período atual há muita circulação para as doenças respiratórias causadas por essas cepas. ”

A gestora ressalta que, no início da Campanha, a cobertura vacinal contra o sarampo estava em cerca de 39% no município e a meta é chegar a 90%. “Convido a todos dos grupos prioritários que não percam essa oportunidade de proteção essencial, é rápido, seguro e gratuito e os dois imunizantes podem ser recebidos no mesmo dia, já que não há intervalo exigido entre a aplicação da vacina contra a influenza e o sarampo”, afirma Renata.

Dia D

Neste sábado, 28, será realizado mais um Dia D de Vacinação contra a Influenza e Sarampo em Aparecida. A ação tem como objetivo vacinar o maior número de pessoas dos grupos prioritários antes do final da campanha.

“O Dia D já é tradição do Plano Nacional de Imunizações, quando nossos profissionais fazem uma força-tarefa para vacinar o maior número de pessoas. Para tanto, abrimos os postos aos sábados e espalhamos o serviço pela cidade. Assim, os moradores têm mais facilidade para acessar a imunização que é gratuita e salva vidas” reforçou a coordenadora de Imunização de Aparecida, Renata Cordeiro.

Os postos de vacinação no dia D funcionarão das 8h às 17h e são: UBS Andrade Reis; UBS Colina Azul; UBS Jd. Florença; UBS Veiga Jardim; UBS Cruzeiro do Sul; UBS Bairro Cardoso; UBS Delfiore; UBS Madre Germana; UBS Bandeirantes; UBS Garavelo Park; UBS Anhembi; UBS Jardim Olímpico; UBS Retiro do Bosque; UBS Candido de Queiroz; Maternidade Marlene Teixeira (Centro de Atenção a Mulher) e a Central de Imunização no centro.

O que levar na vacinação

Renata Cordeiro informa ainda que “as vacinas podem ser recebidas com quaisquer outras do calendário de rotina, não existe uma contraindicação”, e lembra que quem for se vacinar deve levar os documentos pessoais e o cartão de vacinação.

Vacinação infantil

A coordenadora acrescenta que em junho haverá também um novo cronograma de vacinação escolar nos CMEI’s para crianças de 6 meses a menores de 5 anos para fazer a atualização da caderneta infantil, além das duas vacinas da Campanha contra a influenza e o sarampo.

Aviso aos idosos

Ela então conclama: “Venham se vacinar, principalmente os idosos acima de 60 anos, para se protegerem contra a influenza. Acreditamos que a maioria já esteja protegida contra a covid, mas aqueles que não estiverem também podem vir se imunizar e até receber a sua dose de reforço, ressaltando que os idosos acima de 80 anos têm direito à 4ª dose contra o novo coronavírus”. Ela também explica que os trabalhadores da saúde a serem vacinados não são somente os profissionais, são contemplados também aqueles que trabalham nas unidades de saúde nos setores de segurança, limpeza e recepção, dentre outros.

Balanço dos grupos

Na vacinação contra a influenza, já foram aplicadas 56.581 doses divididas assim: Crianças (6 meses até <5anos): 10.391; Idosos (60+): 25.464; Trabalhadores da Saúde: 11.624; Gestantes: 1.198; Puerpéras: 789; Comorbidades: 2.908; Professores: 1.602; Caminhoneiros: 206; Forças de segurança e salvamento: 276; Funcionários do sistema prisional: 255; População privada de liberdade: 1.496; Deficiência permanente: 297 e transporte/portuários: 75.

Já na vacinação contra o sarampo, foram aplicadas 17.087 doses nos dois grupos prioritários, divididas em 9.221 para crianças (6m a < 5 anos) e 7.887 para os trabalhadores da saúde.

Horários e locais

A vacinação é realizada de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h, nas 37 Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) que possuem salas de vacinas e também na Central de Imunização (Rua São Domingos, 100, Centro) e na Maternidade Marlene Teixeira (Rua das Bandeiras, quadra 26, Setor Vila Brasília), nestas duas das 8h às 18h. Nos sábados, os serviços se concentram somente na Central de Imunização das 8h às 13h.

UBS’s com sala de vacinas de segunda a sexta:

Andrade Reis;
Colina Azul;
Bairro Cardoso;
Delfiore;
Alto Paraíso;
Bandeirantes;
Bairro Ilda;
Independência;
Buriti Sereno;
Campos Elíseos;
Cândido de Queiroz;
Caraíbas;
Chácara São Pedro;
Cruzeiro do Sul;
Independência Mansões;
Jardim Bela Vista;
Jardim Boa Esperança;
Jardim dos Buritis;
Jardim dos Ipês;
Jardim Florença;
Jardim Olímpico;
Jardim Paraíso;
Jardim Tiradentes;
Madre Germana;
Nova Olinda;
Papillon Park;
Parque Trindade;
Pontal Sul II;
Residencial Anhambi;
Residencial Garavelo Park;
Retiro do Bosque;
Jardim Riviera;
Rosa dos Ventos;
Santa Luzia;
Santo André;
Expansul
e Veiga Jardim.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp