17°C
Clear sky

Cada vez mais estratégica, produção de sorgo é destaque em Goiás

Quando o assunto é sorgo, Goiás é o número um. O Estado responde por quase metade da produção brasileira do cereal. Em sua edição de abril/2022, o Agro em Dados dá destaque especial ao produto, amplamente utilizado em rações, forragens, silagens e combustíveis (etanol e biomassa). Com análises e números, o boletim mostra que o sorgo pode representar uma opção interessante para as cadeias produtivas que enfrentam grandes elevações de custos. A publicação traz ainda informações sobre bovinos, suínos, frangos, lácteos, soja e milho. A íntegra em PDF está disponível no site oficial da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (link abaixo).

“Os preços dos grãos estão altos no mercado internacional, então é importante que o Agro em Dados chame atenção para o potencial do sorgo na redução de custos com rações. A pecuária, por exemplo, está sofrendo muito com isso. Goiás tem muito a oferecer no caso do sorgo, já que somos o maior produtor do País”, ressalta o secretário estadual de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tiago Mendonça. O boletim deste mês mostra, com base em estudo da Embrapa, que o investimento no uso do sorgo na alimentação animal fica, em média, 25% inferior ao do milho. Ainda de acordo com a Empresa, o sorgo alcança 95% do valor biológico (energia metabolizável) do milho. “É uma alternativa viável para o produtor, que vai calcular o custo-benefício para sua atividade”, completa.

Uma das fontes do Agro em Dados é a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Segundo o órgão federal, a produção goiana de sorgo deve atingir 1,2 milhão de toneladas na safra 2021/2022. O volume corresponde a 43,9% da produção nacional. Ainda de acordo com a Conab, a estimativa para a área plantada no Estado é de 384,3 mil hectares; e para a produtividade média, de 3,0 toneladas por hectare. Os resultados representam avanços de 28,7% (produção), 1,7% (área plantada) e 26,6% (produtividade) na comparação com a safra 2020/2021. Entre os municípios goianos, o maior produtor de sorgo é Rio Verde, seguido por Goiatuba, Paraúna, Cristalina e Acreúna.

VBP
O Agro em Dados também acompanha a evolução do Valor Bruto de Produção da agropecuária goiana. O Indicador é divulgado mensalmente pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Conforme o Mapa, a estimativa é positiva para bovinos, soja e milho em 2022. O VBP de bovinos deve chegar a R$ 16,9 bilhões, o que representa uma alta de 0,8% em relação ao ano passado. Já o VBP da soja deve atingir R$ 38,2 bilhões (+4,6%). E o do milho, R$ 15,9 bilhões (8,7%). Por outro lado, a estimativa da pasta federal para os VBPs de suínos, frangos e lácteos é de queda: -18,4%, -21,0% e -15,3%, respectivamente.

Quem acessar o Agro em Dados deste mês vai conferir ainda um capítulo especial sobre o trabalho desenvolvido na área de crédito rural pela Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater). Somente no ano passado, a Emater elaborou 2.031 projetos para 1.564 pequenos produtores goianos. O valor total captado por meio de empréstimos junto a instituições financeiras foi de R$ 189,3 milhões. Na comparação com 2020, o montante cresceu 17,0%. Os cinco municípios com mais contratos firmados foram: Crixás, Iporá, Corumbaíba, Vianópolis e Porangatu.

Saiba mais

O Agro em Dados é produzido pelo Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa). O levantamento e a edição das informações estão sob a responsabilidade da Gerência de Inteligência de Mercado da Superintendência de Produção Rural Sustentável. As fontes são: Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea-Esalq/USP), Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater), Instituto para o Fortalecimento da Agropecuária de Goiás (Ifag), Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e Ministério da Economia. A periodicidade é mensal.

Acesse aqui a edição completa do Agro em Dados de Fevereiro/2022.

O post Cada vez mais estratégica, produção de sorgo é destaque em Goiás apareceu primeiro em Agência Cora Coralina de Notícias.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp