Câmara Municipal de Goiânia aprova lei que proíbe uso de canudinhos de plástico

O plenário da Câmara de Goiânia aprovou o projeto de lei do vereador Romário Policarpo (PROS) que propõe a substituição de canudos de plástico pelos feitos de material biodegradável ou reciclável. O texto segue para a sanção do prefeito Iris Rezende (MDB) e os estabelecimentos terão prazo de seis meses para substituir o produto de forma gradativa.
A lei do vereador Romário Policarpo, que é presidente da Câmara de Goiânia, determina que hotéis, restaurantes, bares, lanchonetes, clubes noturnos e empresas que promovam eventos troquem os canudos de plástico por canudos biodegradáveis ou recicláveis. A medida visa contribuir com as políticas de proteção e conservação do meio ambiente em Goiânia.
Leis determinando a troca dos canudos já foram aprovadas e incorporadas com sucesso em diversas cidades brasileiras e ao redor do mundo. Feitos de polipropileno e poliestireno, os canudos de plástico, aparentemente inofensivos, são grades poluidores: além de não se biodegradarem, eles se fragmentam em pequenas partículas que são ingeridas pelos animais.
Romário afirma que a aprovação da matéria representa “enorme avanço” para o meio ambiente de Goiânia. “Está comprovado o grande dano causado pelos canudos de plástico para o meio ambiente. Com a substituição do produto pelo feito de material biodegradável, nós vamos estimular uma mudança no consumo, reduzindo a quantidade de canudos de plástico à venda no comércio”, afirma o presidente da Câmara de Goiânia.
O vereador afirma que a medida vai reforçar as ações de proteção ao meio ambiente. “É nosso dever atuar para que tenhamos um meio ambiente ecologicamente sustentável. Nossa capital já é conhecida no país por sua preocupação com a preservação e conservação de áreas verdes e é importante que avancemos também no controle da emissão de resíduos”, diz Policarpo.

por Marcos Teixeira Wanderley

Deixe um comentário