21°C
Scattered clouds

Chamada pública visa a aumentar a competitividade no mercado nacional

O Ministério da Educação (MEC) abriu, nessa quinta-feira (4), em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii), uma chamada pública para ampliar a inovação e credenciar novos grupos de pesquisas nas universidades federais. A ação tem como objetivo unir pesquisas universitárias e empresas para ampliar a competitividade do mercado nacional.

Com o novo chamamento, o MEC, em parceria com a Embrapii, deve instalar, ainda este ano, pelo menos mais quatro unidades de pesquisa e inovação no país.

A ação contará com um aporte de R$ 12 milhões do Governo Federal, sendo R$ 3 milhões para cada unidade Embrapii. E a expectativa é que essa iniciativa gere até R$ 36 milhões em investimentos em parceria com a indústria para projetos de inovação. O foco serão as regiões Norte e Nordeste do país.

A parceria MEC e Embrapii existe desde 2015. Atualmente, já são 17 universidades credenciadas na rede de inovação, nas mais diversas áreas. Segundo o Ministério da Educação, a expectativa é de que 30% das universidades federais tenham essas unidades atuando com projetos de pesquisa voltados para o setor produtivo.

“Em seis anos, de 2015 a 2020, essa parceria MEC e Embrapii já apoiou 253 projetos em 140 empresas e seis universidades federais, com um investimento que totaliza R$ 435 milhões. Desse total, 50% aproximadamente desses recursos, perto um pouco de R$ 240 milhões, foram aportados pelas empresas, resultando em 133 pedidos de propriedade intelectual e 162 projetos finalizados”, detalhou o ministro da Educação, Milton Ribeiro.

Chamada
Poderão participar da atual chamada pública, grupos de pesquisadores de universidades federais que ainda não possuam unidade de inovação Embrapii credenciada. As áreas temáticas dessa chamada são: agricultura, processos agroindustriais, tecnologia de alimentos, geração e transmissão de energia elétrica, química, bioeconomia, processos industriais, mineração sustentável, mobilidade e eletromobilidade.

“Assim, a minha esperança e desejo é que consigamos através de algumas iniciativas que o conhecimento teórico possa se transformar em algo prático. E a ciência aplicada de maneira a impactar a sociedade. Quando nós conseguirmos, através de iniciativas. traduzir todo o trabalho que as universidades têm tido, toda a pesquisa, todas as horas que foram gastas através dos laboratórios e dos experimentos, para que isso possa de alguma maneira alcançar a ponta final, que é o bem da nossa sociedade”, reiterou o ministro da Educação.

Fomento à inovação
A Embrapii é uma organização social que tem como missão fomentar a inovação da indústria brasileira. A instituição investe até um terço do valor do projeto de inovação com recursos não reembolsáveis e faz a ponte entre a indústria e centros de pesquisa, com profissionais capacitados para ajudar a empresa a superar os desafios tecnológicos. – Agência Brasil – YWD 987919

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp