23°C
Clear sky

Comissão debate diretriz para o tratamento da fadiga crônica pelo SUS

Paulo Sérgio/Câmara dos Deputados
Erika Kokay: “É preciso ampliar o conhecimento sobre a doença”

A Comissão de Legislação Participativa da Câmara dos Deputados realiza audiência pública na segunda-feira (6) para discutir o problema da encefalomielite miálgica, ou síndrome de fadiga crônica.

O debate será realizado no plenário 3, às 14h30, e poderá ser acompanhado de forma virtual e interativo pelo e-Democracia.

A deputada Erika Kokay (PT-DF), que pediu a audiência, lembra que a fadiga crônica foi descrita pela primeira vez em meados dos anos 1980. “Naquela época, não se conhecia nada sobre os fundamentos biológicos promotores da doença. Em 2015, a organização americana Institute of Medicine of the Nacional Academia of Science concluiu que é uma doença sistêmica grave, crônica e complexa que pode afetar completamente a vida dos pacientes”, disse a deputada.

Por esse motivo, completou Erika Kokay, “é necessária uma política pública de âmbito nacional que defina diretrizes sobre atendimento e atenção aos pacientes com fadiga crônica pelo SUS, além da ampliação do conhecimento sobre a doença, por meio da realização de pesquisas, e inclusão da temática no processo de formação dos profissionais de saúde”.

Debatedores

Foram convidados para a audiência:

o professor da Universidade de Stanford Hector Bonilla;
o professor da Unifesp Rudolf Oliveira;
a assistente social Rosângela Ferreira Pessoa, representante das Pessoas Acometidas pela Síndrome da Fadiga Crônica; e
o médico dr. João Paulo Calife Vernieri.

Veja a lista completa de convidados

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp