25°C
Clear sky

Comissão promove audiência sobre políticas públicas para o câncer de mama

Alexandre Carvalho/A2img/Governo de São Paulo
Em 2020, 66 mil mulheres foram diagnosticadas com câncer de mama

A comissão especial destinada a acompanhar as ações de combate ao câncer no Brasil debate nesta quinta-feira (9) as políticas públicas para combater o câncer de mama. A audiência pública atende a requerimento do presidente do colegiado, o deputado Weliton Prado (Pros-MG).

Segundo ele, o debate foi sugerido pela Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama (Femama) e tem o propósito de reunir informações e levantar ações para ampliar o acesso rápido e adequado de todas as pacientes ao diagnóstico e ao tratamento do câncer de mama.

“Em 2020, 66 mil mulheres foram diagnosticadas com tumor na mama no Brasil e

cerca de 14 mil brasileiras vão a óbito por conta da doença todos os anos. Por isso,

reduzir esses números é prioridade da comissão especial”, afirma o deputado.

Ele alerta que há quase 20 anos não são incorporados no Sistema Único de Saúde (SUS) novos tratamentos para a forma metastática da doença, que corresponde a 70% dos casos. “Contudo, as terapias já estão disponíveis na rede privada de saúde”, completa.

Foram convidados, entre outros:

– a presidente do Instituto Lado a Lado pela Vida (LAL), Marlene Oliveira;

– a presidente do Instituto Oncoguia, Luciana Holtz; e

– a secretária de atenção especializada a saúde do Ministério da Saúde, Maira Botelho.

Veja a lista completa de convidados

A reunião será realizada às 14 horas, no plenário 7.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp