20°C
Clear sky

Covid-19: SP vai vacinar grávidas sem comorbidades a partir do dia 10

O governo de São Paulo anunciou nesta sexta-feira (4) que mulheres grávidas e puérperas – mulheres que deram à luz nos últimos 45 dias – sem comorbidades a partir de 18 anos serão vacinadas contra a covid-19, em todo o estado, a partir do dia 10 de junho. A vacinação deste público começará antes na capital paulista, Campinas e São Bernardo do Campo, na segunda-feira (7).

“Na próxima segunda-feira, na capital de São Paulo, em São Bernardo do Campo e em Campinas, iniciaremos a vacinação de gestantes e puérperas. E, a partir de quinta-feira, dia 10, em todo o estado de São Paulo, de maneira a planejar e organizar a vacinação com a vacina correta, ou seja, a vacina da Pfizer e a vacina do Butantan [CoronaVac], que são as duas vacinas que a medicina recomenda e aprova para gestantes e puérperas”, disse o governador João Doria.

As grávidas em qualquer período gestacional deverão apresentar relatório ou laudo médico com indicação do profissional para tomar a vacina. As puérperas podem apresentar certidão de nascimento da criança.

A estimativa é que 400 mil mulheres recebam as doses nessa nova etapa. Atualmente, estavam sendo imunizadas apenas grávidas com doenças preexistentes definidas pelo Plano Nacional de Imunização (PNI).

As gestantes sem comorbidades serão imunizadas com doses da Pfizer e CoronaVac. O governo informou que o uso do imunizante da Fiocruz/Astrazeneca para grávidas e puérperas está suspenso desde maio por orientação do Ministério da Saúde e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Dia D

Doria também convidou a população para que compareça, neste sábado (5), ao Dia D para aplicação da segunda dose da vacina contra covid-19. O apelo foi feito logo após o governador receber a segunda dose do imunizante, nesta sexta-feira (4).

A ação é focada em complementar a imunização das pessoas que extrapolaram o prazo para ter recebido a segunda fração dos imunizantes: de 28 dias para a Coronavac e de 12 semanas para a vacina da Fiocruz/Astrazeneca.

De acordo com o governo de São Paulo, mais de 442 mil pessoas no estado passaram do prazo de receber a segunda dose da vacina e não voltaram aos postos para tomar o imunizante. A imunização completa contra doença só ocorre depois que a pessoa recebe a segunda dose da vacina.

Mais de 5 mil pontos de vacinação estarão abertos no estado das 7h às 18h neste sábado, segundo informou o estado. A orientação é que as pessoas confiram o horário de funcionamento das unidades de saúde nos canais oficiais das cidades.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp