30°C
Clear sky

Deputado Amilton Filho, líder do MDB na Alego, avalia o primeiro semestre do ano e aponta os avanços dessa Legislatura

Líder do Movimento Democrático Brasileiro (MDB) no Legislativo goiano, o deputado Amilton Filho fez um balanço positivo do primeiro semestre de 2022. Em entrevista à Agência Assembleia de Notícias, o parlamentar destacou que os últimos meses foram marcados por muitas articulações onde houve um acirramento do debate político em função da proximidade das eleições. “Mas isso não impediu que continuássemos os trabalhos na Casa de Leis. Tivemos uma intensa votação de projetos e debates de assuntos importantes”, frisou Amilton.
O emedebista filiou-se ao partido no dia 31 de março de 2022. Amilton Filho foi eleito na primeira candidatura para o cargo de deputado estadual, em 2018, com mais de 16.400 votos. Durante a entrevista, ao fazer referência à imagem que o Legislativo tem perante a sociedade, o parlamentar avaliou que houve uma importante aproximação, segundo ele, nunca antes vista. “A própria mudança da sede, possibilitando o melhor acesso das pessoas, e o retorno do público presencial nas sessões, são exemplos. A imagem dos políticos na sociedade sempre é questionada por críticos e a Assembleia faz a sua parte, trabalhando sempre com a maior transparência possível”, pontuou.
Amilton destacou, ainda, que a Assembleia Legislativa avançou no resgate de sua autonomia política e financeira em relação ao Poder Executivo. “Nesta Legislatura, tivemos a oportunidade de aprovar as emendas impositivas que deram autonomia ao Parlamento e isso foi fundamental e também definiu de forma mais clara o duodécimo da Assembleia, onde pôde não ficar como um apêndice do Governo como em outros tempos. Antes, a Alego tinha uma dependência financeira do Governo do Estado e até para gastos do cotidiano, precisava-se de solicitar recursos para economia. Hoje não, temos recursos próprios para gerir nossas obrigações”, afirmou.
O parlamentar também comentou sobre o progresso na convivência e no diálogo político entre as bancadas governista e de oposição. “Podemos afirmar com tranquilidade que os trabalhos da Mesa, comandados pelo nosso presidente, Lissauer Vieira (PSD), deram oportunidade para todos os deputados exercerem seu papel no Parlamento goiano, sejam eles de situação ou oposição. Nunca uma fala foi cerceada, todos sempre podem expressar suas posições da maneira mais democrática e republicana possível”, avaliou.
Amilton considera como ponto de destaque nos trabalhos legislativos desse semestre, a facilitação do pagamento das emendas, por exemplo. “Vivemos em um momento onde a Assembleia Legislativa tem se tornado protagonista na distribuição de recursos aos municípios, principalmente para os menores que contam com pouca arrecadação e precisam deste envio para investir em saúde e educação”, frisou.
Expectativas para o segundo semestre
Já em relação ao segundo semestre, o emedebista acentuou os trabalhos dos parlamentares continuarão intensos. “As reuniões de comissões e sessões seguem e nosso trabalho permanece, agora, conciliando as atividades legislativas com a agenda externa. Inclusive, um outro legado dessa Legislatura são as sessões híbridas, as quais facilitam para nós que temos bases no interior do estado. Portanto, conseguiremos conciliar as agendas com o trabalho legislativo”, finalizou.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp