22°C
Scattered clouds

Deputado Jeferson Rodrigues faz alerta sobre crise hídrica e elétrica em Goiás

Parlamentar apresentou números dos principais reservatórios no Estado e solicitou Audiência Pública sobre o assunto

O deputado estadual Jeferson Rodrigues (Republicanos) usou a tribuna da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) nesta terça-feira (8/6) para fazer um alerta sobre a crise hídrica e elétrica que pode chegar no Estado. Em sua fala, o parlamentar apresentou a situação dos principais reservatórios em Goiás até o dia 1º deste mês. Segundo o levantamento apresentado pelo deputado, o de São Simão apresentava a situação mais crítica, com apenas 10,77% da capacidade. O de Itumbiara estava com 15,27%, Serra da Mesa com 37,03% e de Emborcação com 22,27%.

“Estamos no início da seca no mês de junho. A situação hidrológica no Brasil é inédita. Com sete anos consecutivos de pouca água, o regime de chuvas é insuficiente para encher os reservatórios”, pontuou Jeferson.

O deputado lembrou da crise hídrica que Goiás enfrentou em 2017. “Naquele ano somente em Goiânia tivemos mais de 200 bairros com inconstância no fornecimento de água. Lembro de um dia que faltou água em nossa capital em mais de 150 bairros. Lembro da revolta e do desespero da população em frente aos reservatórios da Saneago querendo água para o uso e naquele dia não tinha”, disse. A crise hídrica de 2017 foi considerada a pior dos últimos 30 anos.

O governo federal publicou no dia 28 de maio um alerta de emergência hídrica para o período de junho a setembro em cinco Estados brasileiros, entre eles Goiás. A situação é classificada como severa e a previsão é de pouco volume de chuvas para o período que vai até setembro. “Se não tiver maior participação de todos, poderemos chegar ao momento de as pessoas precisarem da água para fazerem a sua adipsia em relação a limpeza do corpo, das mãos, a limpeza de roupas e lugares contra a Covid-19, e abrirem as torneiras de sua casa e não sair uma gota sequer”, alertou.

Uma das medidas apresentadas pelo parlamentar durante a sessão plenária desta terça-feira (8/6) foi a realização de um Audiência Pública sobre o assunto. “Estaremos convidando as maiores autoridades do nosso Estado sobre estes dois temas”, antecipou. A audiência deve ser realizada no dia 21 de junho.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp