28°C
Overcast clouds

Discurso de Camila Rosa causa emoção em cerimônia de posse

A vereadora desembarca no Legislativo aparecidense compondo o quadro da nova mesa diretora da casa, eleita em chapa única como segunda secretária

O discurso da vereadora, Camila Rosa (PSD) emocionou o público que compareceu a cerimonia de posse do prefeito, Gustavo Mendanha, seu vice, Vilmar Mariano, o Vilmazinho (ambos MDB) e os 25 parlamentares eleitos em 15 de novembro. O evento foi realizado no final da tarde desta sexta-feira,1º, no Anfiteatro Municipal da Prefeitura de Aparecida.

Camila iniciou suas palavras trazendo um dado curioso que revela como foi instalada a primeira casa legislativa do Brasil. Para isso a vereadora fez um épico mergulho na nossa história. “Poucas pessoas sabem, mas Aparecida de Goiânia e boa parte de Goiás, foi formalmente território espanhol até 1750”, contou Camila.

Ainda segundo o discurso, a primeira Câmara de Legislativo foi fundada 1532 na Vila de São Vicente, em uma ilha próxima à cidade de Santos, no estado de São Paulo. “Um tal Martim Afonso de Souza, resolveu organizar o povoamento e a burocracia do seu quinhão de terra. Foi então que ele edificou uma vila para ser a sede administrativa do lugar”, acrescentou.

De acordo com a história contata por ela, naquele mesmo ano foi feita uma eleição para escolher os Oficiais da Câmara, uma função atualmente equivalente ao cargo de vereador. Essa foi a primeira eleição das Américas.

A luta feminina

  O momento de maior emoção foi quando Camila Rosa lembrou a luta árdua da mulher para ter direito ao voto, o que só aconteceu 400 anos depois. Dentro deste contexto, a vereador foi aplaudida ao lembrar a importância de se garantir a presença feminina na Câmara Municipal de Aparecida, que em toda sua história apenas uma mulher conseguiu cumprir um mandato inteiro, outras duas não tiveram a mesma felicidade.

“Hoje vivemos um dia histórico em nossa cidade: o retorno das mulheres, como vereadoras diretamente eleitas, à Câmara Municipal de Aparecida. A minha eleição e a da vereadora Valéria Pettersen representam o início do fim do machismo atrasado e preconceituoso, que sempre impediu as mulheres de participarem da política local. Aparecida agora tem mulher vereadora, sim!”, destacou Camila.

Trajetória de sucesso

Camila Rosa é uma aparecidense nata que aprendeu muito cedo a dar valor as conquistas. Começou a trabalhar com os pais nas feiras livres de Aparecida aos oito anos de idade, o que já demonstrava seu talento para os negócios, tanto que por muitos anos foi empresária do ramo de bijuterias na região de Campinas, em Goiânia.

Além dos negócios, a paixão pela área social sempre teve espaço em sua agenda e por isso se engajou em lutas de movimentos sociais, o que a levou até a universidade, onde se formou em serviço social. Camila tem especialização em saúde da família e chegou por mais de três anos, dirigir o Centro de Especialidades de Aparecida, zerando filas históricas de atendimentos.

Mesmo na área da saúde, sua maior bandeira sempre foi a defesa dos feirantes. Ela foi diretora da Associação dos feirantes de Aparecida (Afag), e presidente da Cooperativa Mista dos Agricultores Familiares de Aparecida (Coomag).

  Neste momento de pandemia, ela participou ativamente das discussões no Comitê Municipal Combate ao Coronavírus para que os feirantes pudessem voltar a trabalhar dentro dos protocolos de segurança.

  Na política, Camila Rosa foi candidata a vereadora em 2008, com mais de 1000 votos e em 2012 com mais de 1700 votos, perdendo por 14 votos de legenda e nesta última eleição conseguiu uma vitória expressiva com 2.378 votos.

  Já na Câmara, Camila desembarca compondo o quadro da nova mesa diretora da casa, eleita em chapa única como segunda secretária. “Vamos honrar todas as conquistas que recebemos até agora”, garantiu a vereadora.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp