20°C
Few clouds

Em SP, 56% dos hospitais estaduais não têm mais pacientes de Covid-19



O Governador João Doria anunciou nesta quarta-feira (17) que um total de 37 hospitais estaduais já não têm mais pacientes de COVID-19. Eles correspondem a 56% das unidades que receberam os pacientes infectados pelo coronavírus no decorrer da pandemia. Com a queda de 92% das internações em São Paulo, estes hospitais já estão sendo direcionadas para atendimentos de outras doenças.

Veja também
Site Vacina Já faz pré-cadastro da imunização contra COVID-19
Guia de prevenção sobre o novo coronavírus
As medidas adotadas pelo Governo de SP para o combate ao coronavírus

“Temos boas notícias: dos 66 hospitais estaduais utilizados como referência no auge da pandemia, temos apenas 29 hospitais com algum paciente com COVID-19. A melhora dos índices da pandemia é fruto daquilo que nós sempre defendemos: vacina!”, destacou Doria.

Em razão da queda das internações, mais da metade das unidades hospitalares que estavam dedicadas para o COVID-19 já tiveram o perfil assistencial redefinido. É o caso, por exemplo, do Hospital Heliópolis, Ipiranga, Geral de Carapicuíba e Sapopemba, localizados na Grande São Paulo, e de outras unidades do interior do estado, como o Regional de Registro, Regional de São José dos Campos e Hospital Estadual Serrana.

Atualmente, o Governo de SP mantém 29 hospitais como referência para atendimento de pacientes com coronavírus, como os Hospitais das Clínicas (Capital e Interior), Instituto de Infectologia Emílio Ribas, Vila Penteado na Capital, Estadual de Bauru e Conjunto Hospitalar de Sorocaba.

Na maioria destas unidades, a taxa de ocupação dos leitos de UTI e enfermaria está em queda, acompanhando os índices do estado. O Hospital das Clínicas de Botucatu, por exemplo, chegou a ter 110 leitos de UTI e enfermaria disponíveis e com lotação máxima para COVID-19. Hoje conta com 80 disponíveis para os atendimentos da região e tem apenas três paciente suspeitos na UTI, podendo chegar pela primeira vez a ter os leitos de terapia intensiva vazios.

Na Capital, exemplo similar é o Hospital Vila Penteado que segue atuando como referência para casos de COVID-19. No auge da segunda onda, a unidade chegou a ter 141 leitos de enfermaria e 55 leitos de UTI. Atualmente, a unidade conta com 60 leitos, sendo 20 de Terapia Intensiva e 40 de enfermaria para atendimento a casos de coronavírus. Nesta terça-feira (16), apenas seis pacientes estavam internados, sendo apenas um em UTI.

“A melhoria dos índices da pandemia é fruto da campanha de vacinação no Estado de São Paulo, que já imunizou 100% da população adulta com pelo menos uma dose. Quase 92% dos maiores de 18 anos já estão com a imunização completa”, destaca o Secretário de Estado da Saúde, Jean Gorinchteyn.

O redirecionamento de leitos faz parte da rotina de trabalho dos gestores dos serviços de saúde e toda medida é baseada em monitoramento do cenário e planejamento da rede, visando salvar vidas e assegurar atendimento igualitário.

O post Em SP, 56% dos hospitais estaduais não têm mais pacientes de Covid-19 apareceu primeiro em Governo do Estado de São Paulo.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp