19°C
Clear sky

Etecs e Fatecs ensinam solidariedade na prática

Solidariedade também se aprende na escola. Ações sociais que envolvem os alunos são capazes de criar um ambiente de convivência solidária e preparar os estudantes para serem cidadãos mais conscientes. Nas Escolas Técnicas (Etecs) e Faculdades de Tecnologia (Fatecs) estaduais são comuns as mobilizações da comunidade escolar para ajudar quem mais precisa. Conheça alguns projetos:

Jundiaí

O projeto Logística Reversa Solidária foi pensado por alguns professores da Etec Vasco Antônio Venchiarutti e de suas classes descentralizadas. A ideia não é só ajudar, mas criar uma cultura de solidariedade. Alunos e professores juntam garrafas pet, latinhas, plástico misto, papelão, garrafas de vidro e sucata de ferro. O material coletado é vendido para recicladores e o dinheiro, usado para comprar cestas básicas e entregá-las a famílias carentes. Além da ação social, a iniciativa é uma forma de ensinar aos estudantes conceitos relacionados à reciclagem e logística.

Em abril, quando começou a iniciativa, foi possível doar 20 cestas básicas. Em maio, o número subiu para 30 cestas. A operação é trabalhosa, mas compensa, segundo um dos coordenadores do projeto, Ravizo Otoni de Matos Marques. “Seria mais fácil se tirássemos o dinheiro do bolso e doássemos”, diz. “Mas o que nós queremos é criar uma cultura ambiental e social.” Além dele, também estão na coordenação do projeto os professores Erik Alonso e José de Jesus Paiva.

Amanda Maria de Jesus Viana, de 35 anos, é aluna do curso técnico de Administração da classe descentralizada da Escola Estadual Maria de Lourdes de França Silveira e participa do projeto. Ela usa o grupo de WhatsApp do condomínio onde mora para divulgar a coleta de recicláveis. Gosta tanto de participar de ações sociais que envolveu também os filhos, de 13, 10 e 4 anos. “Quando alguém do condomínio tem doações para fazer, eu peço para eles irem buscar”, conta. Assim, ela também vai criando a cultura de solidariedade entre seus vizinhos e sua família.

Ipiranga, Capital

Fatec Ipiranga se importa é o nome de uma iniciativa da unidade do Centro Paula Souza que arrecadou 100 cestas básicas, além de roupas e materiais de higiene e limpeza desde o dia 29 de maio. Cada um dos seis cursos da Fatec fica responsável pela coleta das doações em um sábado do mês. Os itens recebidos são encaminhadas à União dos Núcleos, Associações dos Moradores de Heliópolis e Região (Unas).

A direção da Fatec considera a possibilidade de transformar o projeto em algo permanente. “A ideia é transformá-lo em uma marca da instituição”, comenta a diretora, Fabiana Serralha Miranda.

Quem quiser doar pode ir à faculdade, localizada na Rua Frei João, 59, aos sábados, das 10 às 14 horas.

Rio Claro

Ao longo do mês de maio, alunos e professores da Etec Professor Armando Bayeux da Silva se empenharam em arrecadar alimentos para serem doados ao Fundo Social de Solidariedade de Rio Claro. Além da comunidade escolar, sete supermercados aderiram à iniciativa e convidaram seus clientes a doarem itens para a campanha. O projeto foi criado pela comissão formada para organizar as comemorações do centenário da Etec, que ocorreu em 2020. No total, mais de quatro toneladas de alimentos foram entregues ao Fundo.

O post Etecs e Fatecs ensinam solidariedade na prática apareceu primeiro em Governo do Estado de São Paulo.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp