23°C
Clear sky

Eventos culturais marcam comemoração do aniversário de Goiânia

Fim de semana festivo na Capital contou com exposições, concerto e reabertura da Biblioteca Municipal Marieta Telles

A Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Cultura (Secult), comemorou os 88 anos da Capital com a realização de vários eventos na área cultural. A tarde do domingo (24/10) foi marcada pela reabertura da Biblioteca Municipal Marieta Telles e do Palácio da Cultura, na Praça Universitária, após manutenção realizada com o investimento municipal de cerca de 1 milhão de reais.

O evento de reabertura contou também com a entrega de 4 mil livros das edições de 2019 e 2020 do Prêmio Bolsa de Publicações Hugo de Carvalho Ramos, o mais antigo concurso/prêmio literário brasileiro em atividade e o mais importante de Goiás, promovido pela Prefeitura de Goiânia, com organização da União Brasileira de Escritores Seção Goiás (UBE-GO).

“Temos a oportunidade de apresentar aqui parte da nossa história com um enorme acervo ao alcance de todos. Um local renovado para toda a comunidade goianiense. Agradeço muito o empenho de todos os envolvidos, vereador Anselmo Pereira, secretário Zander Fábio e aos estudantes que lutaram tanto pela realização dessa manutenção. Viva a nossa Goiânia, viva a nossa Cultura”, afirmou o prefeito Rogério Cruz.

De acordo com o secretário municipal de Cultura, Zander Fábio, o local está entregue para o uso da população e será “palco” para muitos eventos da prefeitura. “Em breve teremos a volta do Chorinho, que, agora, será realizado em vários pontos da cidade, além do Grande Hotel. Temos o projeto de colocar um cyber café, além de outras propostas como festivais, feiras e outros. Anunciamos hoje em primeira mão que aqui teremos o ‘farol tecnológico” também. Enfim, uma grande conquista para todos nós e uma enorme satisfação para a Secult participar deste momento em um dia tão especial, o aniversário de Goiânia. Uma biblioteca municipal é um tesouro de uma cidade”, pontuou o titular da Pasta.

E teve quem marcou presença na cerimônia de reabertura especialmente para agradecer à Prefeitura pela manutenção do local. “Eu vi isso aqui em uma situação de abandono. Era muito triste, ver a situação degradante deste lugar que estava subaproveitado. Moro no Setor Universitário há cerca de seis anos e esperava muito ver isso. Estou muito feliz em ver isso aqui hoje, limpo, bonito, bem cuidado. Parabéns para Goiânia e, em especial, à Prefeitura de Goiânia por esse projeto”, comemorou o aposentado João Antônio Peixoto, 67 anos.

Também esteve no evento celebrativo, o representante do DCE da UFG, João Pedro Mascarenhas. “Um marco para nós estudantes de luta, assim como Honestino Guimarães, que dá nome a esta praça, pois foi um grande lutador do movimento estudantil. Estamos sempre lutando pela Educação e esse ambiente é muito significativo para nós, universitários. Um ambiente cultural, artístico, esportivo, e com a retomada da biblioteca isso melhora ainda mais, já que nada é mais importante para o estuante que um espaço destinado ao estudo. Nós, do DCE, nos comprometemos em zelar deste espaço tão importante para nós”, afirmou.

Parabéns, Goiânia!

A Orquestra Sinfônica de Goiânia não deixou de prestar verdadeiros espetáculos em homenagem à Capital. Um concerto especial foi realizado na manhã do domingo (24/10), no Teatro Goiânia, com a participação especial dos cantores goianos Maíra Lemos, Tom Chris e Maria Eugênia. Arranjos inéditos e músicas especiais levantaram a plateia. A programação festiva da Orquestra segue durante a semana com apresentação do Coro Sinfônico de Goiânia na terça (26/10), às 20h, na Catedral Metropolitana; e na quinta (28/10), às 20h, no Teatro Goiânia, a Orquestra Jovem Joaquim Jayme com o Coro Juvenil de Goiânia.

Goiânia Arte Door

No sábado (23/10), a programação do aniversário de Goiânia foi marcada pelo lançamento da exposição Goiânia Arte Door, realizado no Saguão do Paço Municipal, com a presença de grandes nomes da cultura goiana, como Amaury Menezes e Miguel Jorge. O projeto reuniu 88 obras, de 88 artistas que estão sendo espalhadas em 88 out doors na cidade, ao logo do mês de outubro. “Algo inédito em Goiânia e é a única forma de democratizar a arte. Levando arte até o povo e não esperando o povo vir até a arte. Meus parabéns à Prefeitura de Goiânia”, afirmou Amaury Menezes, um dos artistas expositores.

Lívia Máximo, editoria de Cultura da Prefeitura

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp