23°C
Overcast clouds

Família decide enterrar corpo de pastor que disse que ao morrer ressuscitaria

O público com mais de duas mil pessoas acompanhou de baixo de chuva o desfecho da história

A esposa do pastor evangélico Huber Carlos Rodrigues, Ana Maria de Oliveira Rodrigues decidiu hoje, 26, enterrar o corpo do esposo depois que venceu o prazo em que ele afirmava que ao morrer ressuscitaria no terceiro dia.

O prazo se encerrou ontem,25, às 23:30hs. O pastor Huber faleceu na última sexta-feira,22, vítima de complicações cardiorrespiratórias, num hospital da cidade de Itumbiara, que fica a quase 200 km de Goiânia, mas o corpo foi velado no município de Goiatuba, onde ele morava.

O fato teve grande repercussão nas redes sociais e atraiu mais de duas mil pessoas a funerária. O público acompanhou de baixo de chuva o desfecho da história. O corpo do pastor foi enterrado na madrugada de hoje no cemitério Jardim Acácias.

O pastor deixou uma declaração, redigida em 2008, em que ele afirmava que havia recebido uma mensagem do espirito santo, que dizia que quando ele morresse, ressuscitaria no terceiro dia, a declaração não chegou a ser registrada em cartório, mas teve até assinatura de testemunhas.

Confira o teor da carta logo a baixo:

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp