20°C
Clear sky

Festa clandestina com 1.500 pessoas é encerrada na capital paulista

O Comitê de Blitze do governo do estado e da prefeitura de São Paulo encerrou, na madrugada de hoje (18), o evento clandestino Festa do Bryan, em Santo Amaro, na zona sul da cidade. No local, 1.500 pessoas estavam aglomeradas e a maioria estava sem máscaras, conforme informou o comitê.

Mais uma festa foi interditada na madrugada no bairro da Vila Olímpia, na zona oeste, onde mais de 350 pessoas descumpriam as medidas sanitárias – que foram implementadas no estado para evitar a disseminação de covid-19 – na balada Toca do Tatu.

Ao todo, a Vigilância Sanitária inspecionou 24 estabelecimentos entre o sábado e a madrugada de domingo, sendo que nove locais foram autuados.

Para denunciar festas clandestinas e funcionamento irregular de serviços não essenciais pelo telefone, o público pode ligar para 0800-771-3541, acessar site www.procon.sp.gov.br ou enviar e-mail para [email protected]

Comitê de Blitze

Criado no dia 12 de março, o Comitê de Blitze tem como objetivo reforçar as fiscalizações e o cumprimento das medidas restritivas da fase emergencial e evitar a propagação do novo coronavírus.

O comitê é formado pela Vigilância Sanitária do Estado, Procon-SP e as polícias Civil e Militar, além da Guarda Civil Metropolitana e da Coordenadoria da Vigilância Sanitária (Covisa) da prefeitura de São Paulo.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp