18°C
Clear sky

Fiscais de Aparecida acabam com farra de espalhadores da covid

590 multas pelo não uso do equipamento de proteção, que é obrigatório, foram apenas em uma festa clandestina onde estavam 750 pessoas

A força-tarefa de fiscalização da Prefeitura de Aparecida de Goiânia deu continuidade neste final da operação que verifica o cumprimento das regras e normas de combate a transmissão da covid-19 na cidade. Somente nesta madrugada os fiscais encerraram 14 festas clandestinas em diversos bairros do município, seja em residência ou espaços de eventos. Ao todo foram vistoriados 61 estabelecimentos onde 3 foram interditados por irregularidades; 910 pessoas foram multadas pelo não uso de máscara em local público; 7 carros com som automotivo e 9 caixas de som mecânico foram apreendidos e encaminhados para o pátio da SEMMA.

Em uma única festa clandestina, uma vaquejada em uma chácara no Setor Santa Luzia, foram flagradas 750 pessoas onde 596 estavam sem máscara e foram multadas em R$ 111 cada uma. O espaço foi multado em R$ 65 mil por diversas irregularidades incluindo a promoção de aglomeração de pessoas. Um outro estabelecimento interditado e multado fica na Vila Brasília. No local foram encontradas pessoas sem máscara, aglomeração. “Neste ponto, que é reincidente, o proprietário não apresentou os documentos necessários para funcionamento, pois já havia sido interditado anteriormente, além de extrapolar horario permitido de funcionamento”, sublinhou o sub-coordenador da força-tarefa, Delazaro Gomes. Segundo balanço da noite de sábado, 716 pessoas foram multadas sem máscara em 5 destas clandestinas encerradas pela fiscalização.

Um restaurante no Jardim Helvécia também foi interditado e multado na noite deste sábado, 12, por promover a aglomeração de pessoas e não respeitar as regras de funcionamento como distanciamento das mesas. As outras festas clandestinas foram encerradas nos setores Colina Azul e Comendador Walmor, locais onde foram apreendidos os sons mecânicos e os carros com som automotivo por perturbação do sossego público. “As denúncias chegam pelos telefones da Guarda Civil e da SEMMA. A maioria moradores indignados com as festas e aglomerações promovidas por pessoas que elas dizem ser irresponsáveis, pois ainda vivenciamos uma pandemia”, comentou o sub-coordenador.

A força-tarefa de Fiscalização é formada por fiscais das secretarias da Fazenda, Meio Ambiente (Semma), Planejamento e Regulação Urbana, agentes da Vigilância Sanitária e da Guarda Civil Municipal (GCM).

Já de sexta para sabado, 11 e 12, os fiscais vistoriaram 38 estabelecimentos comerciais e espaços de festas, os fiscais averiguaram documentação e possíveis infrações as regras sanitárias de combate a transmissão da covid-19. Ao todo, nove festas clandestinas foram encerradas, seis caixas de som mecênico foram apreendidas e 194 pessoas, a maioria jovens, foram multadas por não usarem máscara. Três carros com som automotivo foram apreendidos e encaminhados para o pátio da SEMMA.

Em uma das festas encerradas na madrugada de sábado, 12, no Setor Terra Prometida, haviam 250 pessoas no local, a maioria estava sem máscara. Outras três festas clandestinas com alto número de pessoas foram encerradas no Setor Fabrício, Jardim Olímpico, Virgínia Park e também no Residencial Caraíbas. Em todas haviam pessoas sem máscara, totalizando 194 multas de R$ 111 por pessoa. Os carros com som automotivo foram apreendidos nos bairros Jardim Fabrício, Caraíbas e Jardim Olímpico.

Fiscalização – Caso o morador flagre alguma irregularidade ou descumprimento das regras sanitárias, pode acionar as equipes de fiscalização pelos canais de denúncia: 3545-5992 ou 153; além dos números 3238-7216 ou 98459-1661 para perturbação do sossego público.

Cenário – Aparecida está no cenário verde, de risco baixo, do isolamento social intermitente por escalonamento regional das atividades econômicas. Os comércios não essenciais fecham uma vez por semana, conforme a macrozona em que se encontram e a cada dia, de segunda a sexta, fecham duas das dez macrozonas da cidade. De acordo com a Secretaria de Saúde de aparecida, o índice de Transmissão R da cidade está em 0.84 e a ocupação de leitos públicos de UTI covid está em 57%.

Festas e eventos podem ser realizados seguindo regras estipuladas por portaria específica após aprovação do Comitê de Prevenção e Enfrentamento a Covid-19 de Aparecida, como o local ter todos os alvarás e documentação; apenas 30% da capacidade do local, limitando a 100 pessoas; álcool em gel e medição de temperatura; uso de máscara e distanciamento de 1,5 m entre as mesas. Shows ao vivo também são permitidos, as sem pista de dança. Bares e restaurantes foram liberados para funcionar, mas também precisam seguir série de regras e ter toda documentação.

Fonte:Secom/Aparecida

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp