22°C
Clear sky

Fiscalização encerra festa clandestina com mais de 300 pessoas em Aparecida

153 delas foram multadas por não uso de máscara. Fiscais visitaram ainda bares e distribuidoras e apreenderam carros com som automotivo

Para coibir festas clandestinas e aglomerações em Aparecida de Goiânia, a Prefeitura intensificou as equipes de fiscalização nós dias pós feriado de Corpus Christi. A força-tarefa de fiscalização do município, que é formada por fiscais da Secretaria de Meio Ambiente, Fazenda, Planejamento e Regulação Urbana, agentes da Vigilância Sanitária e apoio da Guarda Civil Municipal, tem realizado rondas nos bairros e atendido denúncias feitas pelos moradores.

Na madrugada deste sábado (05) para domingo (06), os fiscais e guardas civis atuaram em diversos bairros. Uma das equipes encerraram uma festa clandestina com mais de 300 pessoas em uma chácara no Jardim dos Buritis, região leste da cidade. Das pessoas que estavam na festa, 153 foram multadas por não estarem usando máscara de proteção. O espaço foi multado em mais de R$ 40 mil por promover aglomeração e outras irregularidades.

Além desta festa encerrada, os fiscais encerraram também outras 7 festas e apreenderam quatro caixas de som mecânico, 8 carros com som automotivo. Ao todo, 67 estabelecimentos entre bares, restaurantes e distribuidoras foram visitados, sendo que 4 foram interditados por falta de documentação para funcionamento. 192 pessoas foram multadas por não uso de máscara em R$ 111.

“A população está sendo vacinada, mas a Pandemia ainda não acabou. Infelizmente as pessoas não tem consciência disso e insistem em aglomerações. Desde o início do ano até o dia 04 de junho a fiscalização encerrou 66 festas clandestinas. Neste feriado prolongado foram quase 20 de quinta até este sábado. Um número alto em vista dos números de internações e mortes por covid em todo o país. E como essas desobediências às regras e normas dos decretos municipais vigentes têm sido comum, intensificamos a força-tarefa para coibir essa prática”, sublinhou o secretário executivo do Grupo de Segurança Institucional, Davi Lorero.

Os carros com som automotivo foram apreendidos nos Setores Bandeirantes e Expansul, dentre outros bairros. Um dos bares interditados por falta de documentação foi também no Setor Bandeirantes. “A maioria das denúncias vêm de moradores vizinhos a esses locais por conta do som alto e da movimentação de pessoas. Todos os veículos com som automotivo e as caixas de som mecânico foram encaminhados para o pátio da Semma. Para recuperação os proprietários precisam pagar multa e assinar termos de liberação”, pontuou o coordenador de fiscalização, Delazaro Gomes.

Fiscalização – Caso o morador flagre alguma irregularidade ou descumprimento das regras sanitárias, pode acionar as equipes de fiscalização pelos canais de denúncia: 3545-5992 ou 153; além dos números 3238-7216 ou 98459-1661 para perturbação do sossego público.

Ao todo, de quinta a domingo serão 23 viaturas de várias secretarias atuando durante as noites e madrugadas, períodos onde há maior concentração de irregularidades. 70 servidores entre fiscais da secretaria de Meio Ambiente, Planejamento e Regulação Urbana, Vigilância Sanitária e Guarda Civil Municipal atuarão exclusivamente na repressão de aglomerações e festas clandestinas.

Cenário – Aparecida está no cenário verde, de risco baixo, do isolamento social intermitente por escalonamento regional das atividades econômicas. Os comércios não essenciais fecham uma vez por semana, conforme a macrozona em que se encontram e a cada dia, de segunda a sexta, fecham duas das dez macrozonas da cidade.

Festas e eventos podem ser realizados seguindo regras estipuladas por portaria específica após aprovação do Comitê de Prevenção e Enfrentamento a Covid-19 de Aparecida, como o local ter todos os alvarás e documentação; apenas 30% da capacidade do local, limitando a 100 pessoas; álcool em gel e medição de temperatura; uso de máscara e distanciamento de 1,5 m entre as mesas. Shows ao vivo também são permitidos, as sem pista de dança. Bares e restaurantes foram liberados para funcionar, mas também precisam seguir série de regras e ter toda documentação.

Balanço da fiscalização em Aparecida de 3 a 5 de junho

177 locais vistoriados em 3 dias
9 locais interditados

  • 300 pessoas multadas por falta de máscara
    24 festas clandestinas encerradas
    16 carros com som automotivo apreendidos
    12 caixas de som mecânico apreendidas

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp