26°C
Few clouds

Global Park e Polo Aeronáutico vão potencializar a economia de Aparecida

Artigo de Maione Padeiro. Ele é presidente da Associação Comercial, Industrial e Empresarial da Região Leste de Aparecida (ACIRLAG e vice-presidente da FACIEST-GO

Aparecida de Goiânia está perto de completar seus 100 anos de história. Cidade que cresceu, a curto e longo prazo, se tornando hoje uma das principais locomotivas de desenvolvimento econômico do Centro-Oeste, sendo uma das melhores cidades brasileiras para investimentos de grande porte. Os potenciais econômicos do município têm despertado o interesse de grandes empresas nacionais e internacionais – que querem se instalar nos polos industriais e empresariais de Aparecida.

O Antares Polo Aeronáutico é o mais novo empreendimento que vai revolucionar a cidade. Construído nas margens do Eixo Leste Oeste 4 e campus da UFG, na região Leste de Aparecida, o complexo aeroportuário será o primeiro pólo de aviação geral do Centro-Oeste.

O polo deve atrair empresas de táxi aéreo, serviços aeromédicos, de logística, manutenção de aeronaves, hangares, agro aviação e escolas para formação de pilotos. A expectativa é atrair também indústrias, em especial fábrica de peças aeronáuticas, turbinas e motores para aviação, entre vários outros. O empreendimento também contará com uma ampla estrutura de apoio como lojas, restaurantes e um hotel executivo.

Um outro empreendimento também está sendo construído em Aparecida. Trata-se do Centro de Operações Logísticas e Inteligência Empresarial (Global Park), que visa atender às novas perspectivas econômicas da região Centro-Oeste e ofertar 10 mil postos de trabalho. O complexo contará com fibra óptica, rotas de distribuição e logística. A expectativa é ofertar para os próximos dois anos milhares de postos de trabalho e mão de obra qualificada.

Este é um momento memorável que há pouco mais de 10 anos atrás ninguém imaginaria que pudesse acontecer. A soma de esforços para o crescimento da cidade tem sido fundamental para a retomada do crescimento da economia pós-pandemia e a fixação de novas empresas, indústrias e consolidação de novos polos.

Assim conseguiremos buscar prospectar Aparecida para o turismo de negócios, atrair investidores para o município e gerar novas oportunidades de emprego. Minha expectativa é que o município continue prospectando grandes negócios e impulsionado sua economia. Isso resultará em progressividade, modernização e qualidade de vida para a população aparecidense.

_Maione Padeiro é presidente da Associação Comercial, Industrial e Empresarial da Região Leste de Aparecida (ACIRLAG e vice-presidente da FACIEST-GO

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp