32°C
Few clouds

Governo anuncia novas unidades do Programa Praça da Cidadania em seis municípios



O Governador João Doria assinou nesta sexta-feira (10) novos convênios para a implantação do Programa Praça da Cidadania em um total de seis municípios, com investimento médio de R$ 4 milhões em cada unidade. A iniciativa do Governo de SP busca a redução da vulnerabilidade social através da implementação de espaços destinados a lazer, esporte e qualificação profissional. Serão beneficiadas as cidades de Diadema, Mauá, São Bernardo do Campo, Embu das Artes e Mogi das Cruzes, localizadas na Grande SP, além de Ribeirão Preto, no interior do Estado.

“A Praça da Cidadania não é apenas a praça do lazer, do esporte e da convivência. É a praça que dá a oportunidade da formação profissional para garantir o futuro. A oportunidade do emprego é o que o Governo de SP incluiu, de maneira enfática, dentro das praças. Isso é respeito pela cidadania e pelas pessoas”, ressaltou Doria.

As Praças são equipamentos fundamentais para promover a cidadania, inclusão social e qualificação profissional nos territórios vulneráveis, estimulando a geração de emprego e renda, o empreendedorismo e a autonomia financeira da população. Além disso, no local são ofertados serviços do Centro de Integração e Cidadania (CIC), da Secretaria da Justiça e Cidadania, e do Banco do Povo, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico.

O programa oferece mais de 20 cursos profissionalizantes, desenvolvidos pelo Fundo Social de São Paulo, em parceria com o Centro Paula Souza. As vagas são ofertadas em seis áreas diferentes: beleza e bem-estar, moda e arte, gastronomia, informática, construção civil e administração.

A iniciativa ainda contempla a implantação de áreas voltadas para esportes, lazer e convivência comunitária. Cada unidade poderá contar, dependendo do projeto, com academia ao ar livre, pista de caminhada e corrida, quadra poliesportiva, quadra de futebol society, quadra de basquete de rua (3×3), área de jogos, parquinho infantil, arena ao ar livre, jardim de chuva e horta comunitária.

“As Praças da Cidadania são centros de convivência e nesses locais teremos, além do esporte e da integração da família, os cursos de capacitação para darmos autonomia para as pessoas. Agradeço ao Governador por aceitar esse desafio e aos prefeitos pela parceria”, destacou a presidente do Conselho do Fundo Social São Paulo, Bia Doria.

Implantação

Para a implantação da Praça da Cidadania, o município deve estar enquadrado nas diretrizes do Programa, disponibilizar um terreno adequado e providenciar a aprovação legal dos trâmites para instalação do projeto. Além disso, a prefeitura deve coordenar a mobilização junto à comunidade, contando com o apoio técnico do Fundo Social de São Paulo.

Após a inauguração da Praça, o município deve realizar a gestão, manutenção e zeladoria dos espaços abertos, e o Fundo Social de São Paulo fica responsável pela pelo edifício das Escolas de Qualificação Profissional.

Unidades

O Estado de SP já realizou a implantação de quatro unidades da Praça da Cidadania, sendo duas na Capital (Paraisópolis e Vila da Paz) e outras duas na Grande SP, nas cidades de Guarulhos e Santo André. Além disso, em agosto deste ano, foram assinados outros seis convênios com os municípios de Carapicuíba, Itapevi, Itaquaquecetuba e Osasco, também na RMSP, além de Cubatão e Santos, na Baixada Santista.

O post Governo anuncia novas unidades do Programa Praça da Cidadania em seis municípios apareceu primeiro em Governo do Estado de São Paulo.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp