28°C
Few clouds

Governo Federal antecipa entrega de trilhos da Fiol para extensão até Barreiras

Viabilizado pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Infraestrutura, o modelo de investimento cruzado, em que trechos de ferrovias são construídos como contrapartida para a renovação antecipada de concessão de outras estradas de ferro, começa a mostrar resultados. Chegaram a Salvador aproximadamente 20 mil toneladas de trilhos destinados ao trecho 2 à Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) no trecho II, com extensão até Barreiras (BA).

Nesta primeira remessa, estão chegando 20 mil toneladas de trilhos UIC 60 de fabricação chinesa pela empresa Angang Steel. A segunda remessa deve chegar em novembro, e o último carregamento é esperado para dezembro deste ano. A distribuição dos trilhos deverá ser feita prioritariamente entre os lotes mais avançados da FIOL II: os lotes 5 e 7.

PRODUÇÃO – Pela ferrovia, será escoado minério de ferro produzido na região de Caetité (BA) e a produção de grãos e de minério do oeste da Bahia pelo Porto Sul, complexo portuário a ser construído nas imediações da cidade de Ilhéus (BA). “A forma como aceleramos esse processo, pelo investimento cruzado, foi inédita. Uma compra tradicional atrasaria a obra em alguns meses. Ganhamos em prazo, flexibilidade e custos”, comemorou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas.

A remessa de trilhos é parte das obrigações de investimento assumidas pela Vale na renovação antecipada da concessão da Estrada de Ferro Vitória-Minas (EFVM). O acordo, firmado em dezembro de 2020 entre a Vale, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e a Valec, também inclui a construção da Ferrovia de Integração Centro-Oeste (Fico).

FISCALIZAÇÃO – Técnicos da Valec acompanham o recebimento dos trilhos de fabricação chinesa acompanhados do Laboratório de Metalurgia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (LAMEF), entidade com conhecimento e experiência técnica, responsável pelas inspeções visuais e dimensionais neste primeiro momento.  Posteriormente, serão recolhidas amostras para a realização dos ensaios para comprovação da qualidade dos trilhos. Cumprida essa etapa, a Valec fará a liberação de transporte do carregamento para o seu destino: os canteiros de obra.

Com informações do Ministério da Infraestrutura

 

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp