23°C
Scattered clouds

Governo Federal libera R$ 50 milhões para hospitais da Rede Ebserh/MEC

Para que os hospitais universitários federais vinculados à Rede Ebserh/MEC possam adquirir os itens necessários para concluir as ações de 2021 e começarem bem o ano de 2022, a estatal liberou, nesta semana, mais R$ 50 milhões em recursos suplementares. Desse montante, quase R$ 39 milhões foram destinados para o abastecimento de medicamentos, produtos para a saúde e outros insumos médico-hospitalares, com aquisições voltadas para o início de 2022. Além disso, R$ 11,5 milhões foram destinados para obras e aquisição de equipamentos, ainda em 2021.

O diretor de Administração e Infraestrutura e vice-presidente substituto da Rede Ebserh/MEC, Erlon César Dengo, destacou a importância do crédito suplementar para garantir a excelência dos serviços ofertados pelas unidades hospitalares. “Anualmente, realizamos o planejamento para toda a Rede de forma integrada com os hospitais. Isso nos permite identificar onde e como gastar. Dessa forma, percebemos a necessidade de suplementação orçamentária na virada deste ano, o que já foi feito para podermos continuar atuando com tranquilidade e avançarmos ainda mais na qualidade dos serviços”, afirmou.

Uma das unidades da Rede Ebserh/MEC a receber os recursos é o Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão (HU-UFMA/Ebserh/MEC). Além de R$ 3,5 milhões para custeio, também contará com R$ 1,26 milhão para obras que proporcionarão o aprimoramento das áreas de acolhimento e reforma da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal.

“Os ganhos em estrutura física serão de grande valia, com vistas ao melhor atendimento de normas de vigilância e ampliação de rede de gases. Mas os ganhos em humanização e assistência serão incalculáveis, pois proporcionarão uma assistência de qualidade aliada ao aconchego, apoio e suporte necessários para fortalecer os laços entre a mãe, bebê e família”, avaliou a superintendente do hospital, Joyce Santos Lages.

“Considerando que a nossa Unidade é Centro de Referência Nacional para o atendimento humanizado ao recém-nascido de risco, por meio do Método Canguru, essa é a essência da assistência integral que objetivamos oportunizar para nossos pacientes e para aprendizado dos nossos alunos”, completou Joyce.

“Já temos uma cultura estabelecida com os hospitais para repasse dos recursos de forma antecipada. Dessa forma, é possível realizar uma gestão mais eficiente, planejando cada etapa de forma a otimizar o uso do recurso público e trazer ainda mais resultados para a população”, destacou Erlon Dengo.

Sobre a Rede Ebserh

Ebserh é uma estatal vinculada ao Ministério da Educação criada em 2011 e que, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência. 

Vinculadas a universidades federais, essas unidades hospitalares têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e, principalmente, apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas.

Devido a essa natureza educacional, os hospitais universitários são campos de formação de profissionais de saúde. Com isso, a Rede Ebserh atua de forma complementar ao SUS, não sendo responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde das regiões em que os hospitais estão inseridos, mas se destacam pela excelência e vocação nos procedimentos de média e alta complexidade.

Com informações da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares

 

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp