31°C
Scattered clouds

Habitação inicia obras do CDHU em mais de 1 mil moradias de nove cidades de SP

A Secretaria de Estado da Habitação autorizou, nesta segunda-feira, 30 de aAs obrasgosto, por meio de Ordens de Início de Serviço, a realização da 1ª Fase da modalidade Nossa Casa – CDHU para a construção de novos empreendimentos nos municípios de Auriflama, Cajati, Divinolândia, General Salgado, Iaras, Joanópolis, Juquiá, Santa Rosa de Viterbo e Turmalina.
A ordem de serviço assinada faz parte do Programa Nossa Casa, programa habitacional do Governo de São Paulo que tem como meta produzir 60 mil moradias até 2022, com o objetivo de reduzir o déficit habitacional por meio de parcerias entre o Estado de São Paulo, prefeituras e iniciativa privada para fomentar a produção de unidades para famílias de baixa renda.
O secretário Flavio Amary lembrou que a Nossa Casa – CDHU é uma nova modalidade e que o governador João Doria ampliou o orçamento da Habitação do Estado. “Exatamente para que hoje pudéssemos estar aqui autorizando o início de mais de mil unidades em nove municípios”, acrescentando: “Nossa programação é para que a CDHU realize a construção em duas etapas, primeiro a infraestrutura, deixando tudo pronto para na sequencia edificar as casas”.
Foram autorizadas 1.075 moradias do programa assim distribuídas por municípios: Auriflama (300 uhs), Cajati (65), Divinolândia (80), General Salgado (70), Iaras (161), Joanópolis (135), Juquiá (35), Santa Rosa de Viterbo (203) e Turmalina (26).
“Finalmente chegou o grande dia do início dessas obras. Trabalhamos para acelerar o processo e a ideia é que a gente finalize essa etapa em quatro meses para que depois iniciemos as obras de edificação”, afirmou Silvio Vasconcelos, presidente da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU).
Esta é primeira etapa da construção dos conjuntos habitacionais, que prevê a urbanização das áreas com pavimentação e implantação de água, esgoto, iluminação e outros itens. Na fase seguinte, serão realizadas as edificações das casas. Anteriormente, os empreendimentos seriam produzidos e financiados pela Caixa Econômica Federal. Para dar mais agilidade, a CDHU assumiu as obras, que serão executadas nessas duas fases.
O financiamento dos imóveis seguirá os critérios da CDHU e as novas diretrizes da Política Habitacional do Estado, que estabelecem juros zero para famílias com renda mensal de até cinco salários mínimos. Assim, elas pagarão praticamente o mesmo valor ao longo dos 30 anos de contrato, que sofrerá apenas a correção monetária calculada pelo IPCA, o índice oficial do IBGE.
VIDA LONGA – Durante o evento também foi liberado o início de obras de 20 residências no município de Bastos, por meio do programa Vida Longa, que tem como objetivo a edificação de casas especialmente projetadas para atender as necessidades habitacionais de idosos que vivem sozinhos, em situação de vulnerabilidade social, com áreas comuns para estimular a convivência e a sociabilização.
Participaram da solenidade o secretário de Estado da Habitação, Flavio Amary, o secretário-executivo da Habitação, Fernando Marangoni, o presidente da CDHU, Silvio Vasconcellos, os diretores CDHU, Aguinaldo Quintana, Marcelo Hercolin e Nédio Rosselli, o deputado e presidente da Alesp, Carlão Pignatari, as deputadas estaduais Carla Morando e Analise Fernandes, os prefeitos e demais representantes dos municípios.

O post Habitação inicia obras do CDHU em mais de 1 mil moradias de nove cidades de SP apareceu primeiro em Governo do Estado de São Paulo.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp