21°C
Overcast clouds

Imagens de satélite mostram que fogo atingiu 53% do Parque do Juquery

Imagens de satélite mostram que fogo atingiu 53% do Parque do Juquery

Imagens de satélite mostram que o incêndio que atingiu o Parque do Juquery, em Franco da Rocha, consumiu 53% da área da Unidade Conservação. Os dados comparativos foram obtidos em 20 de julho, antes do fogo, e 24 de agosto, após o fim do incêndio. O total atingido é de 1,175 hectares. As informações estão no relatório do Centro de Monitoramento da Coordenadoria de Fiscalização e Biodiversidade da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente de São Paulo.

O incêndio no Parque do Juquery teve início na manhã do domingo, 22/08 e durou 4 dias. Mais de 300 pessoas entre integrantes do Corpo de Bombeiros, brigadistas e funcionários do parque trabalharam no combate às chamas. A Policia Civil investiga se a causa foi a queda de um balão no local.

Além da vegetação que foi consumida pelo fogo, o incêndio também atingiu a fauna do parque. Vinte e cinco animais foram resgatados por veterinários voluntários, sob responsabilidade do Conselho Regional de Medicina Voluntária (CRMV). Destes animais, 14 não resistiram aos ferimentos e morreram.

O parque do Juquery permanece fechado, sem previsão de reabertura à população, já que os equipamentos de atividades de lazer como bancos, mesas, quiosque e placas informativas também foram queimados. A Fundação Florestal ainda contabiliza os danos.

Incêndios Florestais

Estudos apontam que a maior parte dos incêndios florestais são decorrentes de ação antrópica (causados pelo homem de maneira acidental ou intencional). O descuido humano ou a negligência são fatores que aumentam a probabilidade de ocorrências de eventos de fogo sem controle. Em 2020, por exemplo, mais de 90% dos 274 focos tiveram como causa ações humanas que poderiam ter sido evitadas.

Parque Estadual do Juquery

O Parque Estadual do Juquery conserva importantes remanescentes de Cerrado, bem como as áreas de mananciais do Sistema Cantareira. O principal atrativo da unidade é o Ovo do Pato, elevação que impressiona com seus 942 metros de altitude, de onde pode-se avistar outras áreas protegidas que formam um grande corredor ecológico.

Cerrado

O Cerrado apresenta vegetação submetida a condições ambientais severas, como fogo periódico e longa estação seca. Suas árvores caracterizam-se por serem tortuosas, com casca grossa e rugosa, folhas verdes e espessas, distribuídas de forma esparsa, o que forma a típica paisagem do bioma.

Este ambiente é formado por dois componentes considerados opostos: as ervas e as gramíneas, e as árvores e os arbustos. Ambos competem pela luz do sol. Quando um componente predomina, o outro fica mais raro. Assim, o Cerrado é formado por um gradiente que vai do campo limpo (formado por ervas e gramíneas), passando pelo cerrado sensu stricto (composto tanto por ervas e gramíneas, quanto por árvores e arbustos esparsos), até o cerradão, composto predominantemente por árvores.

O post Imagens de satélite mostram que fogo atingiu 53% do Parque do Juquery apareceu primeiro em Governo do Estado de São Paulo.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp