31°C
Scattered clouds

Iris Rezende entrega salas de aulas modulares no Cmei Alto da Glória

O prefeito Iris Rezende acompanhou nesta quarta-feira (15/7) o içamento das salas modulares no Cmei Alto da Glória, localizado no bairro de mesmo nome, onde, até então, são atendidas 94 crianças de zero a 4 anos e 11 meses de idade.

O projeto de instalação prevê cinco novas salas duplas, o que ampliará a capacidade de atendimento com mais 125 vagas. Além de salas de aula, haverá ainda ambientes para direção e coordenação, cozinha e banheiros.

A implantação das salas modulares, no local anexo ao CMEI, ampliará o atendimento na Educação Infantil em uma região de alta demanda na modalidade, garantindo educação pública, moderna e de qualidade.

Já foram criadas 2455 mil vagas e mais 2 mil estão previstas ainda com as salas modulares. Até o final do ano, também surgirão mais 2 mil com a entrega das obras de 12 CMEIs espalhados pela cidade.

“Fico realizado quando trazemos obras e ações na área da Educação. Entendi desde cedo que é a área mais importante da administração pública, tanto que não paramos um momento sequer as obras, e aliados à tecnologia. Vocês podem ver que utilizamos instrumentos como as salas modulares e dentro de poucos dias uma nova escola será erguida  atendendo mais de 100 crianças”, destacou o prefeito Iris Rezende.

O prefeito também falou sobre a volta das aulas na rede municipal. Segindo ele, o retorno só ocorrerá de forma presencial quando as autoridades sanitárias julgarem que é seguro e que o ambiente não apresenta risco aos alunos.

Também serão adotados protocolos rígidos incluindo a redução do número de alunos por sala, para evitar aglomerações, entre outras medidas de prevenção ao contágio do coronavírus, como controle do fluxo de pessoas durante intervalos, higienização, escalonamento de horários, entre outras.

Já o secretário de Educação, Marcelo Costa, comentou sobre o esforço que tem sido feito para que os alunos acompanhem conteúdos pedagógicos com aulas pela internet e televisão no atual momento de paralisação das aulas.

“Não podemos deixar que as crianças se desliguem dos métodos educacionais. Também  não podemos falar em datas de retorno, deveremos fazer o processo de forma escalonada, pois com relação às  escolas temos que ser um pouco mais rígidos. A partir do dia 30 podemos pensar numa volta gradativa e quem sabe em meados de agosto, se houver segurança. Primeiro prezamos por um  ambiente seguro, em que nós estaremos preparados com adequações para receber nossas crianças e jovens”, concluiu.

Luciano Joka, da Diretoria de Jornalismo
Foto: Jackson Rodrigues

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp