24°C
Clear sky

Lucro do BB cresce 48,4% no primeiro semestre

Influenciado pelo crescimento do crédito e pela queda nas provisões (reservas financeiras para cobrir eventuais calotes), o Banco do Brasil (BB) lucrou R$ 5,032 bilhões no segundo trimestre. O resultado elevou para R$ 10 bilhões o lucro líquido ajustado da instituição financeira nos seis primeiros meses do ano.

O valor é 48,4% maior que o registrado no primeiro semestre de 2020. Além do crédito e das provisões, o BB citou o crescimento das receitas e o programa de demissões e de fechamento de agências como fatores que elevaram os lucros no primeiro semestre.

Em relação ao segundo trimestre (abril a junho), o lucro líquido ajustado de R$ 5 bilhões representa aumento de 2,6% em relação ao primeiro trimestre deste ano. Na comparação com o segundo trimestre do ano passado, no auge das medidas de restrição social provocadas pela pandemia de covid-19, o crescimento chegou a 52,2%.

Crédito

Soma de todo o valor emprestado pelo banco, a carteira de crédito atingiu R$ 766,5 bilhões em junho, alta de 6,1% em relação a junho do ano passado. Os destaques foram as operações de varejo e de agronegócios. A carteira de crédito a pessoas físicas cresceu 10,3% na mesma comparação. O crédito para o agronegócio bateu recorde e atingiu R$ 205,9 bilhões, expansão de 9,7% na comparação com junho de 2020 e de 3,7% em relação ao primeiro trimestre.

O crédito para micro e pequenas empresas encerrou junho em R$ 81,6 bilhões, alta de 24,8% em relação a junho do ano passado. Segundo o BB, o crescimento deve-se a iniciativas como o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe), o Programa Emergencial de Suporte a Empregos (Pese) e o Programa de Capital de Giro para Preservação de Empresas (CGPE).

Inadimplência

O índice de inadimplência acima de 90 dias alcançou 1,86% em junho, abaixo da média do Sistema Financeiro Nacional. Com a inadimplência sob controle, a Provisão para Créditos de Liquidação Duvidosa (PCLD) atingiu R$ 5,4 bilhões no primeiro semestre, valor 52,1% menor que nos seis primeiros meses do ano passado.

A PCLD representa uma reserva financeira que um banco separa para cobrir eventuais calotes. Em 2020, o Banco do Brasil antecipou a constituição de provisões de crédito, como medida de prevenção dos possíveis impactos da pandemia.

As receitas com prestação de serviços somaram R$ 14,1 bilhões no primeiro semestre, alta de 0,4% em relação ao mesmo período do ano passado. As despesas administrativas caíram 0,2% na mesma comparação. No início do ano, o BB fechou agências e promoveu um programa de demissão incentivada para reduzir os custos operacionais.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp