19°C
Clear sky

Maio Amarelo: Crer capta 52 bolsas de sangue

O Centro Estadual de Reabilitação e Readaptação Dr. Henrique Santillo (Crer), em parceria com o Hemocentro, ambos unidades do Governo de Goiás, realizou na terça-feira (31/5) uma campanha de doação de sangue no hospital. Voltada aos profissionais da unidade, usuários e comunidade em geral, a ação captou 52 bolsas de sangue, encerrando a programação do Maio Amarelo.

“Diariamente lidamos com a necessidade e urgência clínica de uma transfusão de sangue para salvar um paciente. Parece simples, mas uma doação de sangue salva vidas. E nós, enquanto profissionais da saúde, somos protagonistas nesta árdua tarefa de conscientizar e incentivar a doação no nosso trabalho, na nossa família e na nossa sociedade”, explicou a supervisora da Agência Transfusional do Crer, Danielle Isadora Blumenschein.

Uma unidade de coleta móvel do Hemocentro esteve no Crer durante todo o dia, recebendo os doadores. Priscila Milomes dos Santos viu no noticiário que iria ter a campanha no Crer e fez questão de participar. “Eu já estive do outro lado. Sofri um acidente de trânsito e precisei de doação de sangue para sobreviver. Hoje, faço questão de ajudar a salvar vidas também”, disse.

Doador assíduo desde os 18 anos, Matheus Galberto aproveitou a oportunidade de doar sangue no local de trabalho, para atualizar o ato de solidariedade que já pratica, rigorosamente, três vezes ao ano.

“Para mim, a doação de sangue é mais do que um ato de solidariedade, é um compromisso com o próximo. Me sinto útil e grato em poder contribuir de alguma forma com a saúde de quem mais precisa. Doar sangue não me custa nada, mas pode significar a última chance de vida de alguém”, ressaltou o colaborador do Crer.

Para o diretor técnico do Crer, Ciro Bruno Silveira Costa, a ação reforçou o compromisso da instituição em trabalhar em prol da conscientização da importância da doação de sangue e da manutenção do estoque do Hemocentro de Goiás.

“Fomentar e promover campanhas de doação é de extrema importância, uma vez que não existe a possibilidade de aquisição financeira de sangue. Então, todo o estoque de que necessitamos, enquanto unidade de saúde, é oriundo de doação. Por isso, reforçamos sempre que doar sangue, além de um ato de solidariedade e amor, salva vidas, podendo salvar, inclusive, a nossa própria vida”.

Rafaela Bernardes (texto e foto)/Agir

O post Maio Amarelo: Crer capta 52 bolsas de sangue apareceu primeiro em Agência Cora Coralina de Notícias.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp