31°C
Few clouds

Monumento continua abandonado no Buriti Sereno

Como já denunciado pela Revista Aparecida em Pauta, o Monumento às Nações Indígenas de autoria do artista plástico, Siron Franco continua abandonado na Avenida Brasil do Setor Buriti Sereno Garden. Enquanto isso, a obra se transformou em local para a prática de crimes e até criadouro do mosquito aedes aegypti.

O Monumento às Nações Indígenas faria homenagem aos 500 anos do descobrimento do Brasil e fazia parte da programação da conferência Rio Eco 92. A obra seria formada por 500 totens feitos de placas pré-moldadas decorados com figuras indígenas, apenas uma peça que trazia o herói da resistência sobreviveu à ação dos vândalos, os outros foram destruídos.

Sem uma vigilância necessária, numa área sem qualquer tipo de proteção como muros ou alambrados, o monumento virou alvo fácil de destruição. Aos poucos os totens foram arrancados com todo tipo de ferramenta que pudesse ajudar na extração das peças. Acredita-se que muitas viraram objetos de decoração em locais incertos e outras simplesmente sumiram. Há relatos que a obra também pode ter sido alvo da intolerância, já que algumas pessoas viam o local como expressão de macumbaria.

Providências

Inscrita na Lei Rouanet, a obra tem capacidade para conseguir recursos da iniciativa privada. Para resolver o impasse, em agosto de 2015, Siron Franco procurou ajuda do ex-prefeito, Maguito Vilela (PMDB), que se comprometeu na tarefa de ajudar a terminar o monumento, mas por enquanto tudo está parado.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp