21°C
Overcast clouds

Morte de Afonso Boaventura causa comoção

Ele era neto do ex-presidente da extinta Caixa Econômica de Goiás (Caixego), Sinval Boaventura e atuou nos mandatos de Maguito Vilela e Gustavo Mendanha

A notícia da morte do engenheiro civil e agropecuarista, Afonso Boa Ventura casou grande comoção entre parentes e amigos, que receberam, a informação na tarde desde sábado,18. Aos 44 anos, ele sofreu um infarto fulminante em Maragogi (AL). Atualmente ele se dedicava a reprodução de cavalos.

     Ele era neto do ex-presidente da extinta Caixa Econômica de Goiás (Caixego), Sinval Boaventura. Afonso foi presidente do extinto Instinto de Planejamento Urbano (Ipua) de Aparecida de Goiânia, emendou como secretário de Planejamento e Regualação Urbana durante as gestões do ex-prefeito, Maguito Vilela e no primeiro mandato do atual prefeito Gustavo Mendanha (ambos MDB), ele foi titular da Casa Civil.

  Afonso deixa uma noiva e um filho do primeiro casamento. Até o fechamento desta matéria, a família não divulgou informações sobre translado do corpo, nem horário e data do enterro.

 Nas redes sociais, o presidente da Associação Comercial, Industrial e Empresarial da Região Leste de Aparecida de Goiânia (Acirlag), Maione Padeiro lamentou a morte de Afonso. “Registro meus sinceros sentimentos de pesar neste momento de dor a Família Boaventura e amigos”, diz a postagem.

 O prefeito Gustavo Mendanha divulgou agora a pouco uma nota lamentando também a partida dão precoce de Afonso. “É com pesar e muita tristeza no coração que fiquei sabendo do falecimento do jovem Afonso Boaventura. Um homem íntegro e fiel aos seus princípios que ajudou a transformar nossa querida Aparecida, cidade que ele amava. Sentimos muito a sua perda por ser tão jovem e querido por todos”.

O presidente do MDB em Goiás, Daniel Vilela escreveu no instagram dele que trocou mensagens com Afonso hoje cedo e escreveu: “Engenheiro muito preparado e um amigo leal. Que Deus receba ao seu lado esse grande amigo”.

O secretário geral do Republicanos em Goiás, pastor Jair Antônio também lamentou o falecimento de Afonso. “Ele foi um grande amigo, muito educado, ela era do diálogo. Lamento muito a partida de uma pessoa nobre e que fez história”, disse o pastor.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp