18°C
Clear sky

No Pequeno Expediente, Adriana Accorsi defende efetiva aplicação da Lei Aldir Blanc em Goiás

Em discurso na tribuna virtual da Assembleia Legislativa, a deputada Delegada Adriana Accorsi (PT) contou que realizou, na manhã de hoje, juntamente com o deputado Antônio Gomide (PT) e o deputado federal Rubens Otoni (PT), uma audiência pública para discutir a aplicação da Lei Aldir Blanc no estado de Goiás. O pronunciamento da parlamentar foi durante o Pequeno Expediente da sessão ordinária híbrida desta quarta-feira, 28. 
A deputada chamou a atenção dos colegas para essa discussão, já que, segundo ela, pelo motivo de aglomerar pessoas, o setor cultural foi o primeiro, no Brasil, a ser coibido das suas atividades durante a pandemia de covid-19. “Com certeza, será, também, o último a ter o retorno das suas atividades, justamente pelo seu papel de agregador de público. É um setor que sofre demais nesse momento e precisa do socorro dessa Lei para os seus artistas e espaços culturais”, defendeu.
Adriana Accorsi lembrou, ainda, que a Lei Aldir Blanc garante cerca de R$ 3 bilhões para os estados e municípios, destinados a quem mais precisa, dentro da comunidade cultural. “Acontece que o estado de Goiás recebeu cerca de R$ 60 milhões, mas apenas 9% dessa verba foi distribuída pelo Governo no ano passado. Esse recurso continua nos cofres do Estado, enquanto artistas passam fome e, até mesmo, morrem. Se ele não for aplicado, será devolvido ao Governo federal. Não podemos passar essa vergonha”. 

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp