20°C
Overcast clouds

O jornalismo esportivo perde Mané de Oliveira

Seu trabalho de excelência na crônica esportiva e sua dedicação à família são parte do legado que ele deixa

Faleceu na madrugada deste sábado, 13, o jornalista esportivo e ex-deputado estado estadual, Mané de Oliveira. Ele lutava contra um câncer contra um câncer de pulmão, fígado e intestino desde setembro do passado, mas não resistiu a uma parada cardiorrespiratória.

 Em note vários times, cronistas e jornalistas esportivos lamentaram a perda de mané que estava com 80 anos.  O corpo dele foi velado no Ginásio Esportivo de Campinas e enterrado no cemitério Jardim das Palmeiras. Ele esposa, 7 filhos, 22 netos e 5 bisnetos.

Em nota, o governador Ronaldo Caiado disse que foi com imenso pesar que ele e dona Gracinha receberam a notícia do falecimento do jornalista.

Mané, que é natural de Pires do Rio, Sudeste goiano, trabalhou por mais de 50 anos na crônica esportiva, com passagem por diversas rádios e jornais do Estado. Tem no seu histórico a maior votação como deputado estadual nas eleições de 1986 e 2014, que foram as duas vezes em que foi eleito para o mandato parlamentar.

“Esse goiano que fez história na sua área de atuação, lutava contra um câncer, e morreu na madrugada deste sábado, aos 80 anos, deixando imensa tristeza e saudades para todos que com ele tiveram a oportunidade de conviver”, disse o governador.

O govenador também manifestou solidariedade a todos que hoje sofrem com essa grande perda, em especial à esposa, aos sete filhos e netos de Mané. “Que Deus, em sua infinita bondade, possa confortar o coração de cada um de vocês nesse momento de imensa dor”, finalizou Caiado.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp