28°C
Clear sky

Ocorrências com pipas na rede elétrica mais que dobraram este ano

     A Enel Distribuição Goiás identificou aumento significativo no número de ocorrências na rede elétrica de algumas regiões do estado por conta do contato com pipas. Os dados de janeiro à primeira semana de junho de 2020 mostram que as ocorrências mais que dobraram em relação ao mesmo período do ano passado.  Nesse período, em 2019, foram cerca de 215 casos de pipa na rede elétrica que impactaram o fornecimento de energia. Já em 2020, esse número é superior a 460 ocorrências. O maior aumento se deu durante o período de isolamento social determinado pelo Governo. Entre as áreas mais afetadas estão as cidades de Goiânia, que registrou quase 100 ocorrências, seguida por Aparecida de Goiânia, com 59, e Anápolis, com 28 ocorrências. 

   “Quem solta pipa perto da rede elétrica, se expõe a um sério risco de acidente. É uma combinação perigosa”, enfatiza José Januário, responsável por operação e manutenção da rede elétrica da Enel Distribuição Goiás. Ele enfatiza que os incidentes com pipa trazem problemas para a rede elétrica e prejudicam o fornecimento, num momento delicado de isolamento social. O número de clientes impactados por problemas na rede elétrica ocasionados por pipas passou de 25 mil, em 2019, para 75 mil, em 2020. Três vezes mais. “Nossas equipes, que poderiam estar atendendo outros tipos de chamados, precisam ser mobilizadas para retirar as pipas, realizar os reparos necessários e substituir parte dos fios. É importante que a população se conscientize sobre a importância de todos colaborarmos para evitar esse tipo de ocorrência”, ressalta.

 Abaixo, entenda algumas orientações importantes para segurança no contato com a rede elétrica: 

   – Não encoste em qualquer objeto estranho e não tente recuperar nada que esteja pendurado na rede elétrica. Somente técnicos da distribuidora, treinados para este trabalho que exige o uso de equipamentos de segurança, estão aptos a manusear a rede. 

– Soltar pipas perto da rede elétrica é extremamente perigoso, sob risco da linha ou da pipa enroscar nos fios, ocasionando descarga elétrica. Além disso, materiais metálicos não devem ser utilizados na fabricação da pipa, pois conduzem eletricidade, aumentando a chance de choque elétrico, com risco de morte. 

– O uso de cerol (pó de vidro com cola) oferece mais um risco: ele corta os fios de alumínio ou de cobre. Além disso, o uso de cerol também pode provocar acidentes com motociclistas. 

– O uso da chamada linha chilena, que possui poder de corte quatro vezes maior que o cerol tradicionalmente usado nas pipas, tem agravado a situação. O risco de acidentes fatais é alto para pedestres e motociclistas e os danos à rede elétrica também são maiores. 

– Em casos de cabos partidos, os clientes devem se manter afastados e avisar imediatamente a distribuidora pela Central de Atendimento (0800-62-0196), ou pelos perfis nas redes sociais Facebook (www.facebook.com/EnelClientesBR) e Twitter (@EnelClientesBR). 

 

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp