17°C
Clear sky

Pesquisa do Procon revela variação de até 187% no preço de pescados

O tradicional consumo de pescados no período da Quaresma, considerando a proximidade da Semana Santa, pode ficar salgado se o consumidor não pesquisar os preços. Para orientar e alertar os consumidores, o Procon Goiás visitou, de 29 de março a 7 de abril, 19 estabelecimentos de Goiânia (supermercados e peixarias), apurando os preços de 39 tens de pescados.

A maior variação de preço identificada na pesquisa foi no quilo da tilápia inteira (kg), com valores entre R$ 13,89 e R$ 39,90. Uma variação é de 187%. Em segundo lugar, aparece o tambaqui, encontrado de R$ 13,95 a R$ 39,90 – 186%. O tradicional bacalhau do Porto, uma boa pedida para a Semana Santa, apresentou oscilação de 131%, com preços entre R$ 82 e R$189.

O aumento médio geral apontado pela pesquisa na comparação com os preços praticados no mesmo período do ano passado chegou a 5,51%. Já individualmente, o maior aumento médio registrado foi no quilo do tambaqui. Na Semana Santa de 2021, o preço médio do quilo era comercializado a R$ 17,66. O preço médio atual é de R$ 20,87, aumento de 18,16%. Em alguns casos, no entanto, verificou-se uma redução, como no preço do quilo do pintado, que passou de R$ 28,93 para R$ 26,33 – redução de 9% –  e na sardinha (800 gramas), cujo preço médio caiu de R$ 15,95 para R$ 15,41 – 3,36%.

Para acessar o relatório da pesquisa, clique aqui.

Para acessar a planilha de preços, clique aqui.

O post Pesquisa do Procon revela variação de até 187% no preço de pescados apareceu primeiro em Agência Cora Coralina de Notícias.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp