18°C
Clear sky

Polícia prende pessoas que estavam ajudando na fuga de Lázaro

Secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda acredita que mais pessoas estão ajudando o fugitivo
  • Por Alex Atanázio

O secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda concedeu entrevista coletiva agora a pouco, onde afirmou que a força-tarefa que está em Cocalzinho de Goiás prendeu duas pessoas suspeitas de ajudar o fugitivo, Lázaro Barbosa.

O secretário disse que já havia uma desconfiança de quem alguém estava o ajudando. “Nós iniciamos uma linha de investigação, onde chegamos à conclusão de que uma pessoa não poderia se esconder dessa forma sem a ajuda de alguém. Daí encontramos esses dois psicopatas, porque para ajudar um psicopata só pode ser um psicopata”, disse Rodney.

Os dois foram presos em flagrante. Com eles foram encontradas duas armas calibre 22, munições e podem responder por porte ilegal de arma e por facilitar a fuga do foragido. Ainda a polícia, há evidências de que essas pessoas também possam esconder outros crimes de Lázaro e mais gente estejam envolvidos na fuga dele.

O secretário ressaltou que as áreas de busca estão sendo reduzidas, que o cerco está se fechando cada dia mais e ele pode ser encontrado a qualquer momento. “Mandei saturar alguns pontos e temos certeza que ele está em algum deles e vamos ficar lá até ele sair”, acrescentou Rodney.

A busca por Lázaro já dura 16 dias na zona rural da Cidade de Cocalzinho de Goiás, numa região de difícil acesso. Ele foi preso em 2009 por estuprar uma mulher, mas conseguiu fugir do Complexo Penitenciário da Papuda, no Distrito Federal, em 2016. À época, não retornou da saída temporária de Páscoa. Em 2018, ele foi detido novamente, desta vez em Águas Lindas de Goiás, mas escapou da prisão poucos meses depois. Ele também é acusado de matar, a tiros e facadas, três pessoas na zona rural de Ceilândia.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp