28°C
Overcast clouds

Prefeito em exercício lidera vistorias de áreas afetadas pelas chuvas em Goiânia

Equipes técnicas averiguaram locais atingidos pelas fortes chuvas da noite de sábado. Serviços começaram de imediato e, conforme determinou o prefeito em exercício, seguem ao longo da semana

Uma comitiva formada pelo prefeito em exercício de Goiânia, Rogério Cruz, e secretários de sete pastas vistoriaram, na manhã deste domingo (10/1), os locais atingidos pelas fortes chuvas que caíram na capital goiana no final da tarde de sábado (9). Desde que os impactos foram verificados, uma força-tarefa foi constituída e os técnicos percorreram a cidade com o objetivo de identificar os problemas e dar respostas imediatas, tendo como base a proteção e assistência às pessoas atingidas e a manutenção dos espaços públicos da cidade.

Durante o levantamento da Defesa Civil, 100 pontos foram identificados e, por isso, as equipes das secretarias de Infraestrutura Urbana, Planejamento Urbano e Habitação, Mobilidade, Desenvolvimento Humano e Social, além de Meio Ambiente e Companhia de Urbanização de Goiânia, integraram ao trabalho da força operacional para mitigar os danos causados à população neste período de chuvas atípicas, uma vez que choveu neste sábado cerca de 70 milímetros em apenas uma hora, sendo que a média histórica para todo mês de dezembro é de 246 milímetros.

Durante a vistoria nos setores Alpes, Aurora, São José e Vila Roriz, o prefeito em exercício Rogério Cruz destacou que todas as providências estão sendo tomadas. “Hoje temos mais de 100 pontos de alagamentos e inundações em Goiânia e já solicitei à equipe para dar prioridade aos mais afetados durante todo o dia de hoje e também nesta semana”, disse, acrescentando que o trabalho está sendo realizado de forma emergencial, principalmente nos locais onde têm moradores, que merecem atenção especial do poder público.

Outro ponto lembrado por Cruz foi a discussão com relação ao Plano Diretor de Goiânia. “O Plano trata desse assunto de forma efetiva, como, por exemplo, das áreas que não podem ser habitadas e hoje estão”, afirmou. Ele frisou ainda que Goiânia foi projetada para uma população de 50 mil habitantes e, com isso, a tubulação é pequena e, conforme Rogério Cruz, boa parte ainda precisa ser alterada. “Já estamos discutindo com a Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana (Seinfra) a reposição de grande parte da tubulação e, assim, melhorar a drenagem urbana de nossa cidade”, concluiu.

O titular da Seinfra, Luiz Bittencourt, ressaltou que os trabalhos da pasta foram iniciados de imediato e, segundo ele, duas equipes, com 18 caminhões cada, foram designadas já no sábado para vistoriar os pontos mais atingidos, além de reforçar os serviços de tapa-buracos. “Esses serviços são rotineiros, mas estamos atuando na construção de pequenos bueiros e outros reparos para que possamos minimizar os efeitos dessas chuvas que caíram ontem em Goiânia, uma chuva extremamente atípica, nós agimos rapidamente e estamos atendendo todas as demandas necessárias e focando exclusivamente na população atingida”, enfatizou durante vistoria dos trabalhos da Seinfra na Vila Roriz.

Já o secretário municipal de Desenvolvimento Humano e Social, José Antônio da Silva Netto, lembrou que as equipes da coordenação especializada de abordagem social estão monitorando todas as áreas de risco. “Ontem mesmo, famílias que vivem em uma área do Setor Sudoeste foram transferidas para um abrigo da pasta”, citou. José Antônio explicou ainda que as equipes já se colocaram à disposição de todos afetados pelas chuvas, com a estrutura física para acolher todos que necessitam. “Estamos acompanhando a todos neste momento e também posteriormente para que essas famílias sejam muito bem assistidas por nós”.

Também bastante atuante desde ontem à noite na cidade, equipes de podas e extirpação de árvores, de limpeza urbana e de córregos, além de remoção da Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg) estão espalhadas pela cidade e todos os serviços necessários estão sendo executados por mais de 100 servidores da companhia. “O trabalho de hoje é emergencial e por isso estamos atuando nos locais que foram mais prejudicados, mas a partir de amanhã, todas as nossas equipes serão distribuídas pela cidade no sentido de concluir todo trabalho necessário”, sublinhou o presidente da Comurg, Aristóteles de Paula.

Mauro Júnio, da Diretoria de Jornalismo

Fotos: Paulo José

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp