21°C
Overcast clouds

PRF alerta motoristas sobre perigos das queimadas às margens das rodovias

Fumaça causada pelo fogo prejudica visibilidade em estradas; PRF orienta reduzir velocidade em trechos próximos a chamas

Além de causar problemas à saúde, a fumaça causada por queimadas aumenta o risco de acidentes em rodovias pelo país. E para evitar acidentes provocados pela restrição à visibilidade, a PRF dá dicas a motoristas que vão enfrentar estradas em áreas de incêndios.

A principal dica é redobrar a atenção nesses trechos de fumaça e reduzir a velocidade. Ao se deparar com um incêndio, o motorista deve entrar em contato com o 191 e notificar a Polícia Rodoviária que avaliará a situação, inclusive interditando a pista, se necessário.

Um recorte feito pela PRF dos meses de seca em Goiás mostra que, de junho a outubro, nos últimos quatro anos foram registrados 60 acidentes causados por restrição de visibilidade, sendo que 19 deles deixaram pessoas com ferimentos. Nove pessoas morreram nesses acidentes e 62 ficaram feridas.

Confira as orientações da PRF:

  • Diminua a velocidade do veículo, mas sem fracas bruscas;
  • Mantenha sempre uma distância segura do veículo à frente;
    -Sinaliza todos os movimentos que fizer utilizando as setas indicativas;
    -Nunca pare na pista;
    -Se precisar parar, o certo é parar fora da rodovia e manter o farol baixo ligado;
    -Acione o sistema de ventilação interna do veículo;

Para evitar os focos de incêndio às margens das rodovias, o bom comportamento dos usuários e de moradores de áreas lindeiras à rodovia é fundamental. Por isso, a orientação é não jogar bitucas de cigarro ou lixo na pista ou faixa de domínio, não queimar lixo e nem fazer fogueiras. Em caso de flagrar pessoa atando fogo na mata, denuncie imediatamente à polícia, pois configura crime passível de prisão e multa.

Polícia Rodoviária Federal
Núcleo de comunicação em Goiás

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp