29°C
Overcast clouds

Procon Goiás autua agências bancárias em Goiânia

Em um dos casos flagrados nesta terça, um cliente ficou mais de 50 minutos esperando atendimento

Fiscais do Procon Goiás percorreram, nesta terça-feira (27/4), quatro agências bancárias em Goiânia para fiscalizar o atendimento realizado durante este período de pandemia. Três delas foram autuadas por descumprirem o prazo máximo de espera na fila definido pela Lei Municipal 7.867/99 , que é de 20 minutos em dias normais e em dias de pagamento do funcionalismo público e de 30 minutos na véspera de ou após feriados.

Em um dos casos flagrados nesta terça, um cliente ficou mais de 50 minutos esperando atendimento, o que foi comprovado na senha impressa. Nas agências da Caixa Econômica Federal, o atendimento hoje ficou ainda mais prejudicado porque os servidores da instituição fizeram uma paralisação nacional em protesto contra o governo federal.

Vale orientar que o consumidor deve pedir ao caixa para anotar o horário de atendimento que, depois, é comparado ao horário de entrada registrado eletronicamente. A senha serve como prova para o registro da reclamação e posterior instauração de processo administrativo.

Conforme a lei, na primeira ocorrência, aplica-se uma advertência. Em caso de reincidência, o valor da multa é de R$ 20 mil e salta para R$ 40 mil nas próximas ocasiões.

Má-prestação de serviço

A fiscalização será intensificada nesta semana, uma vez que as agências da Caixa Econômica Federal registram uma maior procura em função do pagamento do auxílio emergencial. Os fiscais verificaram a formação de longas filas em algumas dessas agências. Vale destacar que as instituições devem seguir medidas para evitar a aglomeração tanto do lado externo quanto interno. Nota-se que a senha é entregue somente quando os clientes entram nas agências, mesmo esperando um tempo considerável do lado de fora. Caso isso ocorra, elas poderão ser autuadas por má-prestação de serviço.

As instituições também devem respeitar o atendimento preferencial a idosos, grávidas, portadores de necessidades especiais e outros. Os servidores também não podem se recusar de prestarem o atendimento, orientando os clientes a fazerem os serviços por meio de aplicativos.

Recomendação conjunta

Do início de 2021 até esta terça-feira (27/4), 18 agências bancárias em Goiânia e em Senador Canedo foram fiscalizadas pelo Procon Goiás. Desse total, 10 foram autuadas por irregularidades. Durante as visitas, os fiscais também observam o cumprimento da Recomendação Conjunta 02/2020, que prevê o cumprimento de medidas, por parte das agências bancárias e lotéricas, para evitar as aglomerações durante a pandemia. Uma delas é a organização de filas conforme o distanciamento mínimo de dois metros.

O documento é assinado pelo Procon Goiás, Defensoria Pública (DPE-GO), Ministério Público (MP-GO) e Ministério Público Federal (MPF-GO).

Denúncias e reclamações

Os consumidores podem fazer denúncia pelo telefone 151 (Goiânia) ou (62) 3201-7124 (interior). As reclamações podem ser registradas pelo Procon Web (proconweb.ssp.go.gov.br) ou pela plataforma do Ministério da Justiça (consumidor.gov).

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp