31°C
Overcast clouds

Professor Alcides recebe diretores e promete ajudar o IFG

Diretores-gerais de vários câmpus do Instituto Federal de Goiás (IFG) se reuniram no final da manhã desta terça-feira com o deputado federal Professor Alcides (PP), em Brasília.
Estiveram com ele o professor Luciano dos Santos, do IFG Inhumas, o professor Reginaldo Dias, do IFG Valparaiso de Goiás, a professora Maria de Lourdes, do IFG Goiânia, a professora Elza Gabriela, do IFG Anápolis, a professora Andreia Alves, do IFG Uruaçu, e a professora Gérley Lopes, assessora de Relações Institucionais do IFG.
Os diretores apresentaram várias reivindicações ao parlamentar. Uma delas foi a construção da sede própria da Reitoria do IFG em área já doada pela prefeitura no Jardim América, em Goiânia. Hoje, só com o aluguel do prédio da Reitoria, o IFG gasta cerca de R$ 600 mil por ano.


A obra está orçada em cerca de R$ 6 milhões e os diretores pediram apoio para uma emenda de bancada com recursos destinados a este fim.
Os câmpus do IFG, 14 ao todo, ainda apresentam várias carências, disseram. Alguns deles não têm quadra coberta ou ginásio e nem refeitório para os estudantes. No caso do IFG de Valparaíso, por exemplo, há a necessidade de construção de um novo prédio, disse o professor Reginaldo Dias. “Queremos implantar um curso de produção orgânica e um projeto para ensinar Xadrez na unidade”, acrescentou.
“Não temos interesses particulares. Recorremos ao deputado para nos orientar e nos ajudar. O IFG cumpre um papel educacional e social muito relevante junto à sociedade”, declarou Gérley Lopes ao reforçar pedido de apoio ao deputado.
Segundo o professor Luciano dos Santos, o IFG, além de uma instituição educacional, produz extensão e pesquisa que impactam positivamente no arranjo produtivo local, levando qualificação técnica para o trabalhador e produção científica para o produtor, tornando-se propulsor da economia na região onde está instalado.
“Por isso, acreditamos que o pleito será atendido pelo deputado, que é sensível a esta causa”, disse o professor Luciano, acrescentando que no Câmpus do IFG de Inhumas falta concluir a obra do auditório, construir um restaurante, uma quadra coberta e um espaço multiuso.
Ao falar aos diretores, Professor Alcides demonstrou sensibilidade com a situação e disposição em ajudá-los. “Sou ferrenho defensor da educação. Tenho 50 anos de trabalho nessa área e defendo cursos superiores públicos e educação básica com qualidade”
Professor Alcides disse ainda que iniciou o estreitamento da relação com o Instituto e seus diretores visando trabalhar para melhorar a estrutura dos câmpus do IFG em Goiás. “Fico feliz em receber a visita de vocês. Até o final de fevereiro vou visitar os 14 câmpus do IFG para vermos todas as demandas e resolvê-las juntos”, declarou Professor Alcides.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp