25°C
Few clouds

Programa Criança Feliz reforça capacitação de equipes que atendem gestantes, crianças e famílias

As equipes do Programa Criança Feliz atuam junto a gestantes, crianças na primeira infância e seus familiares na preparação da família para o nascimento do bebê e apoio o desenvolvimento infantil. Esses profissionais vão ter atividades de treinamento e capacitação por meio da Jornada Online Primeira Infância (JOPI).

A iniciativa do Ministério da Cidadania e parceiros foi lançada na última semana como parte das atividades do mês da Primeira Infância, celebrado em agosto. A formação ocorrerá à distância, por meio do WhatsApp, e faz parte de uma série de formações permanentes para capacitar equipes do Criança Feliz. Pelo aplicativo, os profissionais do programa vão ter acesso a conteúdo de formação como vídeos, podcasts e tarefas práticas envolvendo temáticas da primeira infância sobre desenvolvimento infantil, sono, rotina, cuidados parentais, vínculos familiares e outros.

“O WhatsApp vai dar possibilidades para que esses profissionais do Programa Criança Feliz possam utilizar essa ferramenta de forma interativa onde vai ter diversos formatos de peças com conteúdos voltados para a primeira infância. Essa formação vai trazer qualificação para o trabalho, para o atendimento desse profissional nas visitas domiciliares”, disse a coordenadora de formação da secretaria nacional de atenção à primeira infância, do Ministério da Cidadania, Vanessa Peixoto.

A formação vai ocorrer ao longo de oito ciclos com profissionais do programa, multiplicadores, coordenadores e visitadores. “Todos terão a oportunidade de se capacitarem. Aqueles que não tiverem a possibilidade de participar dessa formação nesses primeiros ciclos, vão ter a partir dos multiplicadores que terão todo o conhecimento para passar as informações e capacitar em rede”, afirmou a coordenadora Vanessa Peixoto.

A jornada é uma parceria entre o Ministério da Cidadania, a Fundação Bernard Van Leer e a empresa MLHX – Descobrir Brincando.
O primeiro ciclo da Jornada Online Primeira Infância está na fase de inscrições que dura duas semanas. Primeiro vão participar agentes do Programa Criança Feliz dos estados do Ceará, Espírito Santo, Mato Grosso e Paraná. Os coordenadores do programa nos estados e municípios recebem um link para inscrever os participantes. A ferramenta tem o limite de participação de mil pessoas por ciclo.

O programa

O Criança Feliz tem como missão estimular o desenvolvimento cognitivo, motor e afetivo de crianças com idade de até seis anos por meio do acompanhamento de mães, pais e cuidadores.

Mesmo com a limitação de contato social imposto pela Covid-19 desde o ano passado o Criança Feliz, que é coordenado pelo Ministério da Cidadania, não parou. Baseado na visita domiciliar, o programa se adaptou à nova realidade. O acompanhamento e orientação continuou de forma semipresencial e remota com o uso de WhatsApp, e-mail, videochamadas e ligações telefônicas como ações complementares para as famílias.

O programa já atingiu a marca de 49,7 milhões de visitas realizadas, de acordo com o Ministério da Cidadania. São 1,3 milhão de pessoas visitadas, sendo 1,1 milhão de crianças e 269 mil gestantes.

Atuação

Os eixos do programa são as visitas familiares e a integração das políticas de atenção à Primeira Infância no território.

O público prioritário são as gestantes, crianças de até três anos e suas famílias beneficiárias do Bolsa Família, crianças de até 6 anos e suas famílias no caso de serem beneficiárias do Benefício de Prestação Continuada (BPC) e crianças de até 6 anos afastadas do convívio familiar em razão de aplicação de medida protetiva.

Conheça os cursos de capacitação oferecidos na área pelo governo

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp