28°C
Overcast clouds

Rodrigo Maia pede calma e evita falar sobre impeachment de Bolsonaro

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta 2ª feira (27.abr.2020) que pedidos de impeachment e CPI (comissão parlamentar de inquérito) contra o presidente da República devem ser tratados com “muito cuidado”.

Na 6ª feira (24.abr), o ex-ministro da Justiça Sergio Moro anunciou seu desembarque do governo e fez uma série de acusações contra o presidente da República.

Disse que não assinou 1 documento que saiu no Diário Oficial da União com seu nome –a retirada de Maurício Valeixo da direção geral da Polícia Federal. Também afirmou que Bolsonaro quer interferir politicamente na PF.

Parte dos deputados passou a defender a abertura de um processo de impeachment do presidente ou de CPI, com base nas afirmações do ex-ministro da Justiça. Como presidente da Câmara, Maia tem a prerrogativa de iniciar ou não o procedimento que poderia culminar na deposição de Bolsonaro.

Foto: © Sérgio Lima/Poder360 00.02.2020

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp