24°C
Few clouds

Saneago mantém suspensão de cortes por inadimplência do fornecimento de água

Medida é adotada desde 19 de março de 2020 pela companhia, que comprometeu-se a prosseguir com resolução durante período crítico da pandemia

A Companhia de Saneamento de Goiás S/A (Saneago) anunciou que vai manter a suspensão de cortes por inadimplência do fornecimento de água às famílias da categoria Residencial Social. A medida é adotada desde 19 de março de 2020, ou seja, há um ano, e está alinhada às recomendações do Governo de Goiás. A empresa também comprometeu-se a prosseguir com a resolução durante o período crítico da crise sanitária causada pela Covid-19. A iniciativa integra um pacote anunciado, nesta terça-feira (16/03), pelo governador Ronaldo Caiado para combater os efeitos da pandemia em Goiás.

Além disso, a Saneago desenvolve estudo técnico para ampliar a abrangência e atender, além da tarifa social, um conjunto de famílias de baixa renda, de modo a não interromper o fornecimento de água por possível inadimplência no pagamento das faturas. O levantamento, que será concluído até o final desta semana, busca preservar, ao máximo, aqueles em maior situação de vulnerabilidade. Ademais, a companhia agradece aos clientes que estão em dia com as faturas e reforça que o pagamento é importante para a manutenção dos serviços.

On-line
A Saneago está disponível para atendimento ao cliente por meio de canais não presenciais e gratuitos, 24 horas, pelo número de telefone 0800 645 0115, site www.saneago.com.br e pelo aplicativo para smartphones. Também é possível entrar em contato pelo Facebook (www.facebook.com/Saneagonarede), Instagram (www.instagram.com/saneago) e Twitter (www.twitter.com/SaneagoNaRede).

A orientação é para que os clientes deem preferência a estes canais de atendimento não presenciais. Mas, caso seja imprescindível, as unidades Vapt Vupt estão disponíveis e também implementaram medidas de prevenção e controle ao novo coronavírus.

Minimizar impactos
As outras medidas que compõem o pacote anunciado por Caiado são o retorno do revezamento das atividades econômicas no Estado, a partir desta quarta-feira (17/03); a liberação de R$ 112 milhões para empréstimos a juro 0% para micro e pequenos empresários, desde que não demitam funcionários – incluindo microempreendedores individuais (MEIs) e autônomos; a prorrogação do calendário de pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) para os motoristas que têm veículos com placas finais de 1 a 5.

Também foram anunciados R$ 20 milhões para compra de 250 mil cestas básicas e R$ 28 milhões para ações sociais nos 246 municípios por meio do Gabinete de Políticas Sociais (GPS) e Organização das Voluntárias de Goiás (OVG); prorrogação do Programa Facilita até 2 de maio e o pagamento de R$ 1.142.068,68, distribuídos em seis parcelas a serem pagas de janeiro até junho, para o projeto “Filarmônica de Goiás – A Orquestra do Coração do Brasil – 41 anos tocando o coração das pessoas”.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp