17°C
Clear sky

Secretaria da Mulher repudia estupro praticado por anestesista durante parto no Rio

A Secretaria da Mulher da Câmara dos Deputados, órgão representativo da Bancada Feminina, formado pela Coordenadoria Geral dos Direitos da Mulher e pela Procuradoria da Mulher, emitiu nota de repúdio pelas atitudes criminosas cometidas pelo médico anestesista Giovanni Quintella Bezerra.

Nesta segunda-feira (11), o médico foi preso em flagrante por crime de estupro de vulnerável, após ter abusado de uma paciente anestesiada durante uma cesariana no Hospital da Mulher Heloneida Studart, em São João de Meriti (RJ).

“Infelizmente, cotidianamente têm sido divulgadas centenas de atos de violência contra mulheres e meninas, em suas mais variadas formas: física, sexual, moral, doméstica, patrimonial e política, entre outras. Da mesma forma, a Secretaria da Mulher manifesta total apoio e solidariedade à vítima, bem como a outras mulheres que a apuração vier a constatar terem sido alvo de atitudes criminosas semelhantes, bem como registra seu apoio às profissionais de saúde que conseguiram denunciar as agressões”, afirma a nota da Secretaria da Mulher.

A Procuradoria da Mulher informa ainda que irá acompanhar a apuração do caso junto aos órgãos responsáveis.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp