20°C
Clear sky

Seleção masculina de rugby é convocada para eliminatórias da Copa

A seleção masculina de rugby foi convocada nesta terça-feira (8) para as eliminatórias da Copa do Mundo da modalidade, que será realizada em 2023, na França. Os brasileiros buscam uma classificação inédita. Um total de 36 jogadores foram chamados para um período de treinos no Núcleo de Alto Rendimento (NAR), em São Paulo. Deles, 23 serão relacionados para as partidas.

Tupis treinam para enfrentar Paraguai em São José dos Campo (SP); Veja convocados – https://t.co/8eWkLf1hqI pic.twitter.com/5Lo5TzuzRx

— Brasil Rugby (@brasilrugby) June 8, 2021

Os Tupis, como a equipe é conhecida, estreiam no dia dia 26 de junho, em horário ainda a ser definido, contra o Paraguai, no estádio Martins Pereira, em São José dos Campos (SP). Em seguida, enfrentam o vencedor do confronto entre Chile e Colômbia (11 de julho) e o Uruguai (25 de julho) em um triangular em Montevidéu (Uruguai). Os dois primeiros disputam um playoff contra Estados Unidos e Canadá, ainda sem previsão de data, no qual dois times se classificarão diretamente para a Copa, e o terceiro terá pela frente uma repescagem internacional.

Dos convocados, 28 representaram a franquia brasileira Cobras na Superliga Americana de Rugby (Slar), principal torneio interclubes do continente, e quatro atuam no exterior: Felipe Rosa (Benfica, de Portugal), Lorenzo Massari (Colorno, da Itália), Matteo Dell’Acqua (Valorugby Emilia, da Itália) e Wilton “Nelson” Rebelo (United New York, dos EUA). A comissão liderada por Fernando Portugal e que tem Emiliano Bergamaschi como assistente, foi reforçada por dois treinadores argentinos: Damian Rotondo e Nicolas Fernandes Lobbe.

“Durante a Slar, notamos que precisaríamos de mais olhos para trabalharmos detalhes na preparação dos Tupis. Queríamos também a experiência e conhecimento específico que Nico e Damian possuem, são técnicos que já passaram pelo nosso Sistema de Alto Rendimento, moraram no Brasil e conhecem muitos dos nossos atletas. Outro ponto é que, além de treinarmos a estrutura do jogo, queremos trabalhar o desenvolvimento individual do atleta”, explicou Portugal, ao site da Confederação Brasileira de Rugby (CBRu).

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp