18°C
Clear sky

Sessão na Assembleia Legislativa irá comemorar o centenário do PC do B na segunda-feira, 4, às 19 horas

A Assembleia Legislativa de Goiás sedia na segunda-feira, 4, sessão em comemoração dos 100 anos do PC do B. O evento será presidido pela presidente do partido em Goiás, Isaura Lemos, e terá lugar no plenário Iris Rezende, do Palácio Maguito Vilela, às 19 horas. Na oportunidade, serão homenageados várias personalidades relevantes ao partido, além várias lideranças, amigos e simpatizantes do partido. A reserva da data foi feita pelo deputado Henrique Arantes (MDB). 
Segundo Lemos,  a sessão vai resgatar, não só a história do partido nacional, como também, a sua organização em Goiás. No dia 25 de março, aconteceu o marco nacional em prol do partido, com a realização do Festival Vermelho, na cidade de Niterói, local onde o partido foi fundado em 1920. A ação contou com a participação de artistas, realização de exposição de quadros e lançamento de livros. E irá acontecer anualmente. 
Ao tratar da reestruturação do partido, Isaura fez uma retrospectiva ao abordar o período da Ditadura Militar, que partir de 1964, com acontecimentos a nível nacional e em Goiás com fatos que culminaram com a cassação do governador Mauro Borges, além de outros políticos.
“Depois da sua reorganização, houve uma reorganização em 1980, quando Euler Ivo, goiano de Piracanjuba, que estava na clandestinidade, retornou a Goiás, com a missão de reorganizar o partido”, relembrou.
Isaura contou que à época era o Tribuna da Luta Operária, o instrumento para retomada do PC do B, um jornal de circulação nacional, que substituiu um mais antigo, chamado A Classe Operária. “A partir desse jornal distribuído nas universidades, feiras e escolas, conseguimos atrair importantes lideranças de todos os segmentos sociais, em especial a juventude, e fizemos o primeiro encontro de mulheres, na luta pela emancipação, na matriz de Campinas”, enunciou.
A trajetória dos políticos em torno das ações do PC do B, tiveram início em 81, com a preparação para representantes do partido participarem das eleições, além do apoio ao MDB, que elegeu o deputado federal Aldo Arantes e o vereador Euler Ivo.
Em 86, Aldo Arantes Arantes foi reeleito e a deputada federal Denise Carvalho assumiu cadeira na Câmara dos Deputados, e ainda pelo MDB, foi eleito o deputado estadual Edmundo Galdino. 
“De lá para cá foram vários mandatos, com a eleição de Fábio Tokasrki. Em 2010, retornei ao partido”, rememora a ativista.
Um dos pontos importantes abordados por Isaura, o PC do B esteve envolvido em todos os movimentos na luta pela democracia, dos jovens, das mulheres e trabalhadores. “Sempre estivemos presentes, apoiando as forças progressistas do estado”, disse. 

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp