33°C
Overcast clouds

SP anuncia R$ 40 milhões para expansão do Museu da Diversidade Sexual



O Governador João Doria anunciou nesta segunda-feira (6) um investimento total de R$ 40 milhões para ampliação do Museu da Diversidade Sexual e entrega de dois novos museus para o próximo ano na capital. O Museu da Diversidade Sexual – primeiro equipamento cultural da América Latina dedicado à comunidade LGBTQI+ – terá o espaço e a capacidade ampliados. Além disso, o Governo de SP vai criar o Museu das Favelas e o das Culturas Indígenas, que se somarão aos outros 21 em atividade em todo estado.

“Aqui a Cultura é tratada com seriedade e respeito. O Governo de SP vai investir R$ 40 milhões na ampliação do Museu da Diversidade e na criação de dois novos museus para entrega em 2022. O Museu da Diversidade será ampliado, modernizado e receberá novos equipamentos, ampliando o potencial de frequência e os valores de legitimidade daquilo que representa o museu, que se destina a todos, e não apenas à comunidade LGBTQI+. Ele enfatiza o respeito à diversidade e a inclusão deste segmento na nossa sociedade”, destacou Doria.

O Museu da Diversidade Sexual receberá investimento de R$ 9 milhões para as obras de ampliação, que vão resultar em um espaço cinco vezes maior do que o atual. Com o projeto de extensão, a área na Estação República do Metrô, no coração da capital, aumentará de 100 m² para 540 m² e o novo espaço subirá também para a superfície. A expansão permitirá a realização de exposições multimídia de longa duração, exposições temporárias e eventos, um Centro de Referência e outro de Empreendedorismo, café e loja.

O Museu da Diversidade Sexual foi criado em 2012 e, no ano de 2020, durante a pandemia, quando as instituições culturais tiveram de migrar para o mundo virtual, foi o segundo mais procurado, com 2,3 milhões de acessos, atrás apenas da Pinacoteca. As novas atrações vão fomentar ainda mais a missão do espaço, que é promover o resgate histórico, a transformação social e o desenvolvimento pleno do segmento, garantir visibilidade e reforçar a potência e o protagonismo da comunidade LGBTQI+. O início da implantação será em janeiro e a inauguração está marcada para julho de 2022.

Museu das Favelas

O Museu das Favelas nasce com a missão de articular, preservar e comunicar as potências das favelas paulistas e brasileiras: histórias e memórias de resistência e resiliência das comunidades, patrimônios culturais, produções artísticas, intelectuais, tecnológicas e científicas. A unidade contará com a parceria da Central Única das Favelas (Cufa) e tem investimento previsto de R$ 15 milhões.

Localizado no Palácio de Campos Elíseos, na região central de São Paulo, o equipamento contará com uma área de 8.208 m², que será dividida em espaços para exposição multimídia interativa de longa duração, exposições temporárias, Centro de Referência (biblioteca digital, auditório, pesquisas, estudos e conferências), Centro de Empreendedorismo (coworking, formação e capacitação, aceleração de startups), eventos, café e loja (comércio de produtos produzidos pelos próprios colaboradores). A abertura será em junho de 2022.

Museu das Culturas Indígenas

Primeiro museu feito e conduzido por indígenas no estado de São Paulo, o Museu das Culturas Indígenas será uma vitrine da força criativa das comunidades. Instalado no Complexo Baby Barioni, ao lado do Parque Água da Branca, o edifício terá sete andares, com 200m² cada, totalizando 1.400m² de área total. Haverá espaço para exposições de longa e curta duração, centros de pesquisa e referência, auditório, administrativo e reserva técnica.

Com investimento de R$ 14 milhões, o equipamento contará com a parceria do Instituto Maracá e de diversas lideranças indígenas, que estão participando de sua concepção e se manterão presentes após a inauguração. A abertura está programada para março de 2022, com uma exposição inaugural em homenagem a Jaider Esbell (1979-2021), artista brasileiro e um ativista dos direitos indígenas, que foi destaque da 34ª Bienal de São Paulo e faleceu precocemente, aos 42 anos, no mês passado.

Rede de museus

O Governo de SP possui um total de 20 museus em atividade – sendo 16 na capital e quatro no interior e no litoral, e os novos anúncios fazem parte do plano de expansão da rede. No total, há oito projetos já realizados ou em curso e mais 13 em fase de execução. A ampliação do Museu da Diversidade Sexual e criação dos novos museus reforça o compromisso de São Paulo com a promoção da cultura e preservação da memória.

Os três equipamentos receberão investimentos públicos e privados e estão em processo de convocação pública para administração dos espaços, sob o modelo de gestão por organizações sociais de cultura. A criação e ampliação dos museus têm curadoria de Marcello Dantas, museólogo e documentarista com mais de 30 anos de carreira. É de Dantas, por exemplo, a concepção do Museu da Língua Portuguesa.

O post SP anuncia R$ 40 milhões para expansão do Museu da Diversidade Sexual apareceu primeiro em Governo do Estado de São Paulo.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp