22°C
Clear sky

Testagem em Goiânia segue com alto índice de positivos

Regiões Norte e Noroeste têm maior número de casos. Modalidade por agendamento visa evitar aglomerações durante a espera

Goiânia segue com a testagem por antígeno no intuito de isolar pessoas assintomáticas e frear a transmissão, considerando o crescimento exponencial dos casos da Covid-19. Nesta sexta-feira (12/3), a testagem foi feita por agendamento, evitando aglomeração no momento mais crítico da pandemia. E o resultado preocupa. Foram feitos 2.365 testes em seis regiões, finalizando com 239 positivos, o que representa mais de 10% de todos os testes. Nas regiões Norte e Noroeste, os resultados positivos chegaram aos 11,4% e 12%, respectivamente, os maiores da testagem.    

A testagem por agendamento visa proporcionar maior segurança à população, uma vez que a resguarda de exposição durante a espera.

O secretário municipal de saúde, Durval Pedroso, alerta que as últimas 8 testagens apontaram índices alarmantes, com média de 13,73% de casos positivos. “Já são oito semanas de testagem apontando mais de 10% de positivos entre os testados. Isso mostra que os casos seguem aumentando e que é necessário redobrar os cuidados, isolar os assintomáticos e monitorar as regiões que apresentam maior transmissibilidade do vírus”, esclarece.

A primeira testagem ampliada foi feita em 5/8/20 e, até ontem (12/3), já foram 134.674 pessoas testadas. Em 16.168 delas, foi detectado o novo Coronavírus, mantendo a média de 12% de casos positivos apontada na semana passada.

Boletim epidemiológico
Segundo o boletim divulgado nesta sexta-feira (12/3), Goiânia já tem 121.242 casos confirmados do novo Coronavírus, sendo que 639 foram notificados em 24 horas. Desde o início da pandemia, a capital perdeu 2.943 vidas para a Covid-19.

Luciana Gomides, editoria de Saúde  

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp