24°C
Clear sky

Vereadora Camila Rosa defende funcionamento do SVO de Aparecida

Camila já realizou várias reuniões e audiências e visitou alguns IML como o de Anápolis para conhecer na prática exemplos que possam ser seguidos

A vereadora Camila Rosa (PSD) iniciou um importante trabalho para que o Serviço de Verificação de Óbitos (SVO) em Aparecida de Goiânia possa funcionar de fato, já que ele foi criado, mas na prática não funciona. A ideia é que este serviço seja oferecido dentro o Instituto Médico Legal (IML) do município.

O SVO é o responsável por determinar a causa do óbito, nos casos de morte natural, sem suspeita de violência, com ou sem assistência médica, sem esclarecimento diagnóstico e, principalmente aqueles por efeito de investigação epidemiológica, o que para a sociedade é de grande importância. “Hoje esse serviço é realizado por Goiânia, o que é um martírio para a pessoas que perdem um parente, e aqui em Aparecida temos total capacidade para oferecê-lo”, defende a vereadora.

Camila já realizou várias reuniões e audiências e visitou alguns IML’s como o de Anápolis para conhecer na prática exemplos que possam ser seguidos. A determinação da vereadora tem total apoio do diretor do IML de Aparecida, Olegário Augusto. “Ficamos muito felizes em ver o empenho da vereadora num serviço que é fundamental para a sociedade, mas que muitas vezes as pessoas são dão valor na hora da perda de alguém”, comentou Olegário.

A vereadora já se reuniu com o secretário municipal de Articulação Política, Tatá Teixeira e com o prefeito, Gustavo Mendanha (MDB), que demonstraram total apoio e pediram agilidade. Ela conta ainda com o apoio do colega de partido, o vereador Hans Miller, além das Secretarias Estadual e Municipal de Segurança Pública e a de Saúde, onde o SVO está ligado.

“Estamos procurando conversar com as pessoas certas, verificando a questão de servidores e equipamentos necessários e em breve podem ter certeza que teremos o nosso SVO em Aparecida”, garantiu a vereadora.

A vereadora Camila Rosa (PSD) iniciou um importante trabalho para que o Serviço de Verificação de Óbitos (SVO) em Aparecida de Goiânia possa funcionar de fato, já que ele foi criado, mas na prática não funciona. A ideia é que este serviço seja oferecido dentro o Instituto Médico Legal (IML) do município.

O SVO é o responsável por determinar a causa do óbito, nos casos de morte natural, sem suspeita de violência, com ou sem assistência médica, sem esclarecimento diagnóstico e, principalmente aqueles por efeito de investigação epidemiológica, o que para a sociedade é de grande importância. “Hoje esse serviço é realizado por Goiânia, o que é um martírio para a pessoas que perdem um parente, e aqui em Aparecida temos total capacidade para oferecê-lo”, defende a vereadora.

Camila já realizou várias reuniões e audiências e visitou alguns IML como o de Anápolis para conhecer na prática exemplos que possam ser seguidos. A determinação da vereadora tem total apoio do diretor do IML de Aparecida, Olegário Augusto. “Ficamos muito felizes em ver o empenho da vereadora num serviço que é fundamental para a sociedade, mas que muitas vezes as pessoas são dão valor na hora da perda de alguém”, comentou Olegário.

A vereadora já se reuniu com o secretário municipal de Articulação Política, Tatá Teixeira e com o prefeito, Gustavo Mendanha (MDB), que demonstraram total apoio e pediram agilidade. Ela conta ainda com o apoio do colega de partido, o vereador Hans Miller, além das Secretarias Estadual e Municipal de Segurança Pública e a de Saúde, onde o SVO está ligado.

“Estamos procurando conversar com as pessoas certas, verificando a questão de servidores e equipamentos necessários e em breve podem ter certeza que teremos o nosso SVO em Aparecida”, garantiu a vereadora.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp